ALERTA! CAIXA recebe acusação grave por esconder informações sobre consignado do Auxílio Brasil


Recentemente, a Controladoria Geral da União (CGU) solicitou à Caixa Econômica Federal (CEF) informações importantes sobre os empréstimos consignados do Auxílio Brasil. No entanto, o documento recebido pela CGU está levantando suspeitas, pois todas as suas 17 páginas estão com tarjas pretas, ocultando assim as informações exigidas. Essa atitude está gerando acusações de que a instituição financeira está tentando esconder dados que possam comprovar o uso político desses empréstimos consignados.

É importante ressaltar que, mesmo com a troca de gestão, ainda há agentes que atuaram nesses empréstimos consignados do benefício social. Essas informações indicam que esse grupo estaria interessado em ocultar os dados que possam provar o uso político desses empréstimos. Vamos entender mais detalhes sobre o caso ao longo deste texto.

Por que a CGU solicitou as informações à Caixa?

A Controladoria Geral da União (CGU) está suspeitando que os empréstimos consignados do Auxílio Brasil foram ofertados com a intenção de uso político. É importante ressaltar que nenhum outro banco, estatal ou privado, ofereceu esse serviço. Isso se deve ao fato de que o grupo de pessoas atendido pelo programa social é composto pela população em situação de pobreza e extrema pobreza, o que leva as instituições financeiras a entenderem que há um alto risco de inadimplência.

Nos empréstimos consignados, o valor é descontado automaticamente. No entanto, devido à natureza social desse benefício, os bancos chegaram a um consenso de que esse grupo de pessoas não deveria ter acesso a esse tipo de empréstimo. Curiosamente, 99% desses empréstimos foram concedidos entre o primeiro e o segundo turno das eleições presidenciais do ano passado. Logo após os resultados apontarem a vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o serviço foi interrompido.

Além disso, muitos prejuízos começaram a ser notados a partir de novembro de 2022. Durante o período eleitoral mencionado, a Caixa Econômica Federal liberou um montante de R$ 7,6 bilhões aos beneficiários do programa social.

Como é o documento apresentado pela Caixa?

Alguns importantes meios de comunicação já alertavam para a concessão em massa desses empréstimos durante o período eleitoral. O UOL, por exemplo, solicitou algumas informações ainda no início do ano, através da Lei de Acesso à Informação. No entanto, devido à resposta evasiva do banco estatal à própria CGU, o site de informações não recebeu os dados solicitados. Além disso, o documento enviado pela Caixa possui tarjas pretas, tornando o texto oculto.

Algumas partes não tarjadas não possuem coerência alguma, apresentando informações aleatórias como, por exemplo, “solicitamos possibilitar XXX”, “posto que entendemos XXX”, etc.

Ocultação de Informações


Você também pode gostar:

A ocultação de informações por parte da Caixa Econômica Federal (CEF) em relação aos empréstimos consignados do Auxílio Brasil levanta sérias suspeitas de uso político desses recursos. A Controladoria Geral da União (CGU) está investigando o caso e solicitou informações à instituição financeira, porém recebeu um documento com tarjas pretas que ocultam as informações exigidas.

É fundamental que haja transparência e prestação de contas sobre a concessão desses empréstimos, especialmente considerando que eles foram direcionados a uma população vulnerável. A população tem o direito de saber como esses recursos estão sendo utilizados e se estão sendo utilizados de forma adequada.

Espera-se que as autoridades competentes investiguem e esclareçam as suspeitas levantadas, garantindo a transparência e a lisura no uso dos recursos públicos. A população brasileira merece ter confiança nas instituições e no uso adequado dos recursos destinados aos programas sociais.

Participe da Comunidade no Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.





Mais Lidas da Semana



Ainda com dúvidas? Só perguntar abaixo ou deixe seu comentário no final da página!



Fonte: Notícias Concursos