Caiu na malha fina? Veja o que fazer


Se você caiu na malha fina e não sabe o que fazer, então está no lugar certo! Isso porque, nós reunimos algumas das principais informações sobre esse assunto, para ajudar você e várias outras pessoas que estão passando por essa situação desagradável.

Portanto, se você ficou interessado e quer saber mais sobre esse assunto, não deixe de acompanhar a leitura até o final, para saber tudo o que precisa sobre a malha fina do Imposto de Renda e como resolver para receber a restituição!

Caiu na malha fina? Veja o significa esse termo

Se você está aguardando o pagamento da restituição do Imposto de Renda 2023 e ainda não recebeu, é importante manter-se atento(a). Isso ocorre porque há uma grande possibilidade da sua declaração estar retida na famosa “malha fina”.

Esse termo se refere a um procedimento de fiscalização que a Receita Federal realiza para verificar a veracidade das informações que o contribuinte forneceu em sua declaração. Dessa forma, quando há inconsistências ou indícios de irregularidades, o contribuinte é submetido à malha fina.

Assim sendo, a Receita Federal realiza análises detalhadas dos dados nesse processo, como:

  • Rendimentos;
  • Despesas;
  • Patrimônio;
  • Movimentações financeiras.

Ademais, caso identifique irregularidades, o contribuinte pode ser chamado para prestar explicações. Além disso, se a RF constatar intenção de fraudar, ele está sujeito a multas e penalidades.

Portanto, é fundamental realizar a declaração do IR de forma correta e transparente para evitar problemas com a malha fina.

Caiu na malha fina_ - Reprodução Canva
Caiu na malha fina_ – Reprodução Canva


Você também pode gostar:

Restituição do IR 2023: veja a situação dos pagamentos

Conforme a previsão da Receita Federal, o pagamento das restituições do Imposto de Renda deste ano já atingiu o terceiro lote.

Dessa maneira, o último lote, que foi disponibilizado recentemente, totalizou o montante de R$7,5 bilhões. Além disso, vale destacar que a RF ainda irá realizar o pagamento de mais 2 lotes. No entanto, se sua restituição ainda não chegou, é crucial entender o motivo por trás dessa demora.

Como identificar se a declaração caiu na malha fina?

Para identificar se a declaração caiu na malha fina é necessário aguardar a liberação do lote de restituição e consultar o site da Receita Federal.

Desse modo, se você se encaixa nas seguintes situações e ainda não recebeu a restituição, pode ser o caso de retenção:

  • Está na lista de prioridades;
  • Envio a declaração mais cedo;
  • Solicitou a restituição via pix;
  • Obteve informações de valores a receber.

O que fazer se a declaração caiu na malha fina?

Primeiramente, ao identificar a retenção da declaração pela Receita Federal, é essencial agir para solucionar o problema o mais brevemente possível.

Isso ocorre porque aqueles que adiam a correção dos dados em sua declaração podem enfrentar consequências negativas, como a exclusão do calendário de restituição e a acumulação de multas devido ao atraso na retificação.

Além disso, é importante identificar o erro e corrigi-lo, para poder receber a devida restituição.

Quais são os erros que levam a Receita Federal a reter a declaração

Confira abaixo os erros mais comuns que levam a Receita Federal a reter a declaração:

1. Dados incorretos

Primeiramente, erros pequenos na digitação de valores, especialmente quando se trata de casas decimais, são relativamente comuns e podem gerar problemas significativos. Portanto, é sempre aconselhável revisar minuciosamente todos os dados antes de enviar a declaração.

2. Informe de rendimentos

Ademais, deixar de incluir os valores precisos fornecidos por empregadores, INSS, entre outros, na declaração é outro erro que frequentemente leva à malha fina. Isso porque, a Receita Federal realiza cruzamentos frequentes de dados para verificação.

4. Gastos dedutíveis

Finalmente, apenas despesas com relação à educação infantil, ensino fundamental, médio, técnico ou superior são consideradas dedutíveis.

Dessa forma, cursos livres, como idiomas e música, não entram nessa categoria. Além disso, quanto aos gastos médicos, é importante excluir reembolsos de planos de saúde e tratamentos estéticos, exceto em casos de cirurgias plásticas para recomposição de habilidades funcionais.

Veja como identificar o erro que fez a declaração ir parar na malha fina

Por fim, descobrir o erro específico em sua declaração que resultou na retenção é uma etapa crucial para a resolução. Felizmente, o processo é relativamente simples:

  1. Acesse o Portal e-CAC;
  2. Escolha a opção “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)”;
  3. Na aba “Processamento”, clique em “Pendências de Malha”;
  4. Aqui, você poderá verificar se sua declaração está retida na malha fina e entender a razão por trás disso.

Agora que você já sabe o que fazer se caiu na malha fina, deixe nos comentários a sua opinião sobre esse assunto!

Participe da Comunidade no Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.





Mais Lidas da Semana



Ainda com dúvidas? Só perguntar abaixo ou deixe seu comentário no final da página!



Fonte: Notícias Concursos