Liverpool venceu o Chelsea e contratou Moises Caicedo por uma quantia recorde britânica de US$ 139 milhões


Moisés Caicedo nunca foi longo para Brighton e Hove Albion. Durante o período 2022-2023 Liga Premiada temporada, aos 21 anos, Caicedo se tornou uma força dominante no meio-campo.

Clubes maiores notaram, com vários clubes ingleses importantes prontos para jogar dinheiro no equatoriano durante a janela de transferências de inverno. Caicedo não queria necessariamente ir embora, mas o dinheiro era impossível de deixar passar. Ele escreveu uma carta no Instagram explicando que “Eu sou o caçula de 10 irmãos de uma criação pobre em Santa Domingo no Equador” e “meu sonho (foi) sempre ser o jogador mais condecorado da história do Equador“.

Apesar da vontade de Caicedo, o Brighton se manteve firme e não o vendeu, pois precisava do meio-campista para a passagem por uma vaga europeia. Caicedo acabou aparecendo em todos menos um jogo durante a temporada da Premier League e Brighton se classificou para o Liga Europa.

Caicedo realiza seu desejo

Com o objetivo garantido, Brighton acertou com o jogador e o vendeu pelo lance mais alto: Liverpool. Segundo Fabrizio Romano, a taxa é um recorde britânico de 110 milhões de libras.

Caicedo se juntará ao seu parceiro de meio-campo do Brighton Alexis MacAllister em Liverpool. Eles também assinaram Cody Gakpo em janeiro, após um forte Copa do Mundo mostrando e prodígio Dominik Szoboszlai em julho – duas ameaças de meio-campo voltadas para o ataque.

Está claro Jürgen Klopp colocou ênfase em ficar mais jovem no meio-campo, já que os fiéis de longa data Jordan Henderson, James Milner e Fabinho deixou o clube neste verão.





Fonte: Jornal Marca