Minha Casa, Minha Vida registra número surpreendente na Caixa e choca brasileiros


O simulador de habitação da Caixa Econômica Federal, apenas no mês passado, registrou um total de 8,8 milhões de visitas. Destas 6,2 milhões foram feitas por indivíduos interessados em propriedades elegíveis no âmbito do Minha Casa, Minha Vida. Isso representa um aumento notável de 109,7% nas pesquisas.

A atualização das consultas está ligada à demanda acumulada no setor de habitação social. Afinal, ocorreu a interrupção das contratações na faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida durante a administração anterior. Tal informação veio destacada pela presidente da Caixa Econômica, Maria Rita Serrano.

Número relacionados às simulações no site da Caixa aumentaram por causa do Minha Casa, Minha Vida

Cerca de 47,43% dos potenciais compradores de moradias populares têm idades situadas entre 25 e 35 anos, correspondendo a quase metade do total de acessos. Aproximadamente 40,3% das simulações estão relacionadas a propriedades com valores situados entre R$ 150 mil e R$ 200 mil. Ademais, 16,0% das simulações são destinadas a imóveis cujos preços variam de R$ 100 mil a R$ 150 mil.

A presidenta avalia que os dados indicam que as novas condições do programa têm contribuído para a expansão do acesso ao financiamento imobiliário. “Como principal instituição financeira envolvida no programa, a CAIXA permanece comprometida em auxiliar cidadãos e cidadãs brasileiros a concretizarem o sonho da residência própria. O aumento da faixa de renda e a redução das taxas de juros são fatores que impulsionam a possibilidade de adquirir uma moradia, especialmente para o público mais jovem”, enfatiza.

Aplicativo Habitação da Caixa para o Minha Casa, Minha Vida

As consultas realizadas por meio do aplicativo Habitação também experimentaram um aumento notável desde a introdução das novas diretrizes do Programa Minha Casa, Minha Vida. O aplicativo (disponível para Android e iOS), que costumava ter uma média de 92 mil downloads por mês, alcançou uma média superior a 130 mil downloads no mês passado, indicando um crescimento de 50,8%.

Minha Casa, Minha Vida registra número surpreendente na Caixa e choca brasileiros
Com as novas regras, as simulações aumentaram exponencialmente – Imagem: Flickr

Simulador Habitacional da Caixa

Através do simulador habitacional oferecido pelo aplicativo Habitação Caixa ou pelo site do banco, os clientes têm a capacidade de simular a operação que almejam realizar. Após a etapa de simulação, é viável dar prosseguimento à aprovação da operação diretamente no próprio aplicativo. Adicionalmente, essa aprovação pode ser realizada em uma das agências da instituição ou por meio de um Correspondente Caixa Aqui.


Você também pode gostar:

Para obter informações mais detalhadas sobre crédito imobiliário, os clientes podem recorrer também à assistência através dos números de telefone:

  • 4004-0104 (capitais e regiões metropolitanas);
  • 0800-104-0104 (outras localidades).

Imóveis de propriedade da União são cedidos por Lula

O governo tomou a iniciativa de designar três propriedades pertencentes à União para serem utilizadas na construção das unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida. Essa determinação foi publicada durante a última semana através de portarias, marcando o primeiro passo para a implementação do Programa de Democratização dos Imóveis da União.

Os imóveis se situam em Manaus (AM), Vitória (ES) e São Paulo (SP). Em conjunto, essas propriedades têm a capacidade de abrigar a construção de aproximadamente 291 unidades residenciais. Os endereços dessas propriedades são:

  • São Paulo – Pç. da República, 287 e 299 – República. Segundo informações do governo, essa localização tem espaço suficiente para a criação de 100 unidades;
  • Manaus – R. Quintino Bocaiúva, 122, Centro. Esse local tem a possibilidade de acolher cerca de 85 unidades;
  • Vitória – R. João Caetano, 33, Centro. O governo afirma que essa propriedade tem a capacidade de acomodar 106 unidades.

O Programa de Democratização dos Imóveis da União é concebido para destinar propriedades da União em situações indefinidas para fins de interesse social. Isso inclui áreas urbanas que estão vazias, edifícios desocupados e ocupados, conjunto habitacional com famílias sem títulos de propriedade, assim como núcleos urbanos sem infraestrutura ou informais.

Segundo o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, o programa terá três focos principais:

  1. Fornecimento habitacional.
  2. Obras para infraestrutura.
  3. Regularização fundiária/urbanização.

Participe da Comunidade no Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.





Mais Lidas da Semana



Ainda com dúvidas? Só perguntar abaixo ou deixe seu comentário no final da página!



Fonte: Notícias Concursos