Preço do Diesel volta a SUBIR nos postos, após 5 meses de queda


O preço médio do diesel voltou a subir nos postos do país. Na semana passada, os motoristas se surpreenderam com uma alta nos valores do combustível, após cinco meses consecutivos de queda.

De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço do combustível fóssil subiu 0,40% nos postos do país. Com isso, o valor médio nacional passou de R$ 4,98 para R$ 5,00.

A alta de dois centavos não deve ter sido notada por boa parte dos consumidores. Contudo, vale destacar que o avanço é o primeiro após 25 semanas consecutivas de queda dos preços no país.

Em resumo, a última vez que o preço médio do óleo diesel havia subido foi no início de fevereiro. Desde então, os condutores que utilizam o combustível não tiveram mais preocupações em pagar mais caro, já que o seu valor só fez cair nas bombas, até a semana passada, quando voltou a subir.

Preço do diesel acumula queda em 2023

Os condutores do país que utilizam óleo diesel vêm comemorando a queda dos preços nos últimos meses. O combustível mais usado no Brasil ficou mais barato por tanto tempo que a alta na semana passada não figurou como um problema para os brasileiros.

Em 25 semanas, marcadas pela queda dos preços no país, o diesel ficou 22% mais barato no país. Em valores reais, a redução foi de R$ 1,41 no período, uma vez que o combustível estava sendo comercializado a R$ 6,39 nos postos na semana de 29 de janeiro a 4 de fevereiro, último período de alta do diesel.

No acumulado de 2023, a queda dos preços é semelhante. Na última semana de 2022, o valor médio nacional do combustível fóssil foi de R$ 6,38. Isso mostra que os motoristas vem aproveitando preços bem mais acessíveis neste ano.

A ANP pesquisa os preços dos combustíveis em milhares de postos do país. Assim, faz uma média dos valores nacionais, bem como por região brasileira e unidade federativa (UF).

Por que o diesel está mais barato no ano?


Você também pode gostar:

No início de janeiro, o Governo Federal publicou uma Medida Provisória (MP), mantendo zeradas as alíquotas de diversos impostos sobre os combustíveis. A saber, a isenção do PIS/Cofins (impostos) sobre diesel, biodiesel e gás liquefeito de petróleo (GLP), o famoso gás de cozinha, vai seguir até 31 de dezembro.

Além disso, a Petrobras reduziu em 12,8% o valor do diesel vendido para as refinarias do país no dia 17 de maio. Isso ajudou a diminuir ainda mais o preço do combustível nas bombas.

Em outras palavras, os motoristas que utilizam o combustível fóssil deverão ficar mais aliviados ao longo do ano, apesar da alta registrada na semana passada. A expectativa é que as variações continuem pouco expressivas, sem afetar realmente a renda dos consumidores.

Isenção de impostos federais barateia o diesel no Brasil
Isenção de impostos federais barateia o diesel no Brasil. (Imagem: Agência Brasil).

Veja o preço do diesel nas regiões brasileiras

Na semana passada, o óleo diesel ficou mais caro em quatro regiões brasileiras, com as altas oscilando entre um e oito centavos. A única exceção foi o Sudeste, onde o valor do combustível recuou levemente.

Com o acréscimo desses resultados, os preços médios do diesel nas regiões brasileiras foram o seguinte:

  • Norte: R$ 5,21;
  • Centro-Oeste: R$ 5,07;
  • Sul: R$ 4,98;
  • Nordeste: R$ 4,97;
  • Sudeste: R$ 4,97.

A título de comparação, o preço médio de produção e importação, sem tributos, foi bem menor em todas as regiões. Os valores variaram entre R$ 3,05, no Sul, e R$ 3,18, no Norte.

Os consumidores pagam bem mais caro para abastecerem seus veículos no país. Isso acontece porque existem outras variáveis que impactam os valores dos combustíveis nas bombas, como impostos, taxas, margem de lucro e custo com a mão de obra.

Maiores preços do diesel pelo país

A ANP também revelou que o diesel ficou mais caro em 14 das 27 unidades federativas (UFs). As altas mais intensas foram registradas no Pará (17 centavos), no Mato Grosso (16 centavos), na Bahia (16 centavos), no Amapá (15 centavos), e em Sergipe (14 centavos)

Em contrapartida, o diesel ficou mais barato em oito estados, com as quedas oscilando entre um e nove centavos. Outros cinco estados comercializaram o combustível aos mesmos valores da semana anterior.

Em suma, nenhum estado do Norte do Brasil comercializou o óleo diesel a preços inferiores à taxa nacional (R$ 5,00), para tristeza dos motoristas destes locais. Isso explica o fato de a região ter o maior preço médio do país.

Confira abaixo os estados que tiveram os preços mais elevados do diesel na semana passada:

  • Acre: R$ 5,99;
  • Amapá: R$ 5,54;
  • Rondônia: R$ 5,43;
  • Roraima: R$ 5,40;
  • Mato Grosso: R$ 5,26;
  • Bahia: R$ 5,21;
  • Amazonas: R$ 5,13.

Os maiores valores do país foram registrados em estados da região Norte, ou seja, não tinha como a região ficar em outra posição a não ser o primeiro lugar nacional.

Por outro lado, na ponta de baixo da tabela, quase todos os estados do Nordeste apareceram no top dez dos menores valores do país. Confira os únicos locais cujos preços médios não chegaram a R$ 5,00:

  • Pernambuco: R$ 4,72;
  • Paraíba: R$ 4,80;
  • Alagoas: R$ 4,85;
  • Minas Gerais: R$ 4,87;
  • Ceará: R$ 4,92;
  • Paraná: R$ 4,92;
  • Distrito Federal: R$ 4,94;
  • Goiás: R$ 4,94;
  • Maranhão: R$ 4,97;
  • Piauí: R$ 4,97;
  • Rio Grande do Sul: R$ 4,99.
  • São Paulo: R$ 4,99.

Participe da Comunidade no Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.





Mais Lidas da Semana



Ainda com dúvidas? Só perguntar abaixo ou deixe seu comentário no final da página!



Fonte: Notícias Concursos