Saiba agora quando a CAIXA vai liberar os pagamentos aos trabalhadores


O PIS (Programa de Integração Social) é um benefício social muito aguardado pelos trabalhadores brasileiros. No entanto, o calendário de pagamentos do abono salarial do ano-base 2022 ainda não foi definido, contrariando as expectativas dos trabalhadores. Além disso, o atraso de dois anos no cronograma significa que também não há previsão de pagamento para o PIS 2023.

Atraso devido à Pandemia

A pandemia da COVID-19 teve um impacto significativo em diversos aspectos da economia e dos serviços públicos, e o abono salarial do PIS não foi exceção. O benefício foi um dos mais afetados pela situação atípica vivida pelo país nos últimos anos.

Diante desse cenário, as datas de pagamento e os valores das parcelas do PIS ano-base 2022 ainda aguardam divulgação. Ao contrário da prática usual de anunciar o calendário PIS para o próximo ano no final de dezembro, essa expectativa permanece em aberto.

Vinculação ao Salário Mínimo

O montante do abono salarial está diretamente vinculado ao salário mínimo vigente no ano de pagamento. Portanto, o valor do PIS 2023 permanecerá indefinido até que o governo revele o piso salarial de 2024.

Vale ressaltar que uma característica marcante do PIS 2022 é a priorização dos trabalhadores que mantiveram vínculo empregatício ao longo dos 12 meses do ano-base, refletindo em uma parcela substancial destinada a esse grupo. No entanto, a definição das cifras e datas permanece aguardada pela população.

Calendário de Saque do PIS/PASEP

O calendário de saque do PIS/PASEP é distribuído em duas fases, atendendo tanto os funcionários de empresas privadas inscritos no Programa de Integração Social (PIS) quanto os servidores públicos cadastrados no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP).

A primeira fase é destinada aos funcionários de empresas privadas, e a Caixa Econômica é o banco responsável por liberar os valores com base no mês de nascimento do trabalhador. Já a segunda fase contempla os servidores públicos, e o Banco do Brasil é responsável pela liberação dos valores de acordo com o número final da inscrição.


Você também pode gostar:

Quem pode realizar o saque do PIS?

Para receber o PIS/PASEP, o trabalhador precisa constatar o direito ao abono salarial no ano de referência, neste caso, 2022. As regras de elegibilidade para o recebimento do PIS não foram alteradas nos últimos anos e devem ser observadas. São elas:

  • Estar inscrito nos programas do PIS/PASEP há, pelo menos, cinco anos;
  • Ter trabalhado com carteira assinada por, pelo menos, 30 dias consecutivos ou não;
  • Ter recebido até dois salários mínimos;
  • Ter os dados trabalhistas devidamente informados e atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Muitas pessoas se concentram apenas no fato de terem trabalhado por alguns meses durante o ano de referência para o pagamento do abono salarial. No entanto, é preciso ter, pelo menos, cinco anos de carteira assinada, consecutivos ou não, para ter direito ao benefício. Caso contrário, o PIS/PASEP não será liberado.

Além disso, é importante destacar que o período padrão de inscrição no PIS/PASEP é de cinco anos. Somente após esse tempo, o trabalhador terá direito de receber o primeiro abono salarial, mesmo que já cumpra todos os outros requisitos.

Embora os trabalhadores estejam ansiosos para receber o abono salarial do PIS, o calendário de pagamentos para o ano-base 2022 ainda não foi definido. O atraso, causado pela pandemia e pela falta de definição do salário mínimo para 2024, tem gerado incertezas e expectativas entre os beneficiários.

É fundamental que os trabalhadores fiquem atentos às divulgações oficiais do governo e aos comunicados da Caixa Econômica e do Banco do Brasil, responsáveis pelo pagamento do abono salarial do PIS/PASEP. Somente assim será possível saber quando os pagamentos serão liberados e quais os valores a serem recebidos.

Enquanto isso, é importante que os trabalhadores verifiquem se atendem a todos os requisitos necessários para receber o abono salarial do PIS. Ter a documentação em dia e estar cadastrado nos programas do PIS/PASEP há pelo menos cinco anos são itens essenciais para garantir o direito ao benefício.

Acompanhe as atualizações dos órgãos competentes e esteja preparado para receber o abono salarial do PIS assim que o calendário for divulgado. Fique atento às datas e aos prazos para não perder a oportunidade de receber esse importante benefício social.

Participe da Comunidade no Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.





Mais Lidas da Semana



Ainda com dúvidas? Só perguntar abaixo ou deixe seu comentário no final da página!



Fonte: Notícias Concursos