ALERTA! Golpe de tarefa online atinge brasileiros; veja como se proteger


Os golpistas estão cada vez mais criativos na busca por vítimas nas redes sociais. Um dos golpes que tem se popularizado é conhecido como “golpe das pequenas tarefas” ou “golpe dos R$ 20”. Nesse esquema, os criminosos oferecem uma renda extra fácil em troca de tarefas simples, como curtir vídeos ou fazer avaliações de estabelecimentos. No entanto, por trás dessa aparente oportunidade, esconde-se um golpe que pode levar as vítimas a perderem grandes quantias de dinheiro.

Como funciona o golpe das pequenas tarefas

O golpe das pequenas tarefas geralmente começa com um contato feito pelos golpistas via WhatsApp. Eles se passam por representantes de uma empresa de marketing digital que oferece serviços de avaliação e curtidas. Ao aceitar saber mais sobre a proposta, a vítima é levada a grupos no Telegram, onde são compartilhados relatos falsos de experiências bem-sucedidas.

No grupo, as vítimas começam a receber os pedidos dos golpistas. As tarefas incluem curtir vídeos, seguir perfis e fazer avaliações de estabelecimentos. Em troca, os usuários recebem pequenas quantias de dinheiro, geralmente entre R$ 10 e R$ 20, após cumprirem uma certa quantidade de tarefas.

No entanto, a mecânica do golpe muda quando os golpistas solicitam um “investimento” dos usuários para que eles possam continuar cumprindo os objetivos. Os valores demandados variam de R$ 120 a R$ 1.000, com promessas de retorno de 30% a 100% sobre o valor investido. Após a vítima transferir o dinheiro por Pix, ela perde contato com o grupo e é bloqueada pelos administradores.

Relatos de vítimas do golpe

Diversas vítimas têm compartilhado suas experiências com o golpe das pequenas tarefas. Uma delas é Amanda Fabiano Cardoso, desempregada de 36 anos, que perdeu R$ 2.000 ao cair no golpe. Amanda relata que recebeu um anúncio com a proposta de fazer pequenas tarefas online em troca de recompensas financeiras. Ela decidiu dedicar oito horas do seu dia a essa oportunidade, acreditando ser uma forma de obter uma renda extra.

Após aceitar a proposta, Amanda foi incluída em um grupo no Telegram com mais de seis mil pessoas, onde as tarefas eram passadas aos usuários. No primeiro dia, ela recebeu R$ 36 pelas tarefas cumpridas. Acreditando na seriedade do esquema, Amanda continuou realizando as tarefas, mas no dia seguinte foi informada de que teria que fazer tarefas pagas para continuar avançando. Ela acabou transferindo dinheiro para os golpistas na esperança de obter um retorno financeiro maior, mas acabou perdendo todo o valor investido.

Outra vítima do golpe é Renata Faria de Lima, desempregada de 21 anos, que perdeu R$ 900 ao participar do esquema. Assim como Amanda, Renata viu no anúncio uma oportunidade de obter uma renda enquanto não conseguia um emprego fixo. Ela conseguiu ganhar R$ 50 no primeiro dia, mas acabou caindo na armadilha das tarefas pagas e perdeu o dinheiro que havia investido.


Você também pode gostar:

Como se proteger do golpe das pequenas tarefas

Para evitar cair nesse tipo de golpe, é importante estar atento a alguns sinais de alerta. Desconfie de propostas que prometem dinheiro fácil e rápido, pois geralmente são golpes. Além disso, evite compartilhar informações pessoais e bancárias com desconhecidos nas redes sociais.

Caso receba uma proposta suspeita, faça uma pesquisa sobre a empresa ou pessoa que está oferecendo a oportunidade. Verifique se há reclamações ou relatos de golpes envolvendo o nome da empresa. Além disso, desconfie de grupos no Telegram com muitos membros e relatos de experiências bem-sucedidas, pois podem ser falsos.

Se você caiu no golpe das pequenas tarefas, é importante agir rapidamente para tentar recuperar o dinheiro perdido. Entre em contato com o seu banco e relate o ocorrido. Solicite o cancelamento do Pix e informe sobre a fraude. Registre um boletim de ocorrência na Polícia Civil, apresentando todas as provas que tiver, como conversas, recibos de transferência e prints das tarefas realizadas.

Lembre-se de que é fundamental denunciar o golpe para ajudar outras pessoas a não caírem na mesma armadilha. Compartilhe sua experiência nas redes sociais, alertando sobre os golpes e incentivando a adoção de medidas de segurança online.

As medidas de segurança são fundamentais

O golpe das pequenas tarefas tem se tornado cada vez mais comum nas redes sociais. Os criminosos se aproveitam da busca por uma renda extra fácil para enganar as vítimas e fazê-las perder dinheiro. É importante ficar atento a propostas suspeitas, desconfiar de promessas de dinheiro rápido e realizar pesquisas sobre as empresas ou pessoas envolvidas. Caso caia no golpe, aja rapidamente, entre em contato com o banco, registre um boletim de ocorrência e compartilhe sua experiência para alertar outras pessoas. A conscientização e a adoção de medidas de segurança são fundamentais para evitar esse tipo de golpe.

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.



Fonte: Notícias Concursos