Governo regula cartão consignado de benefício para servidores; confira


O governo federal brasileiro tem se esforçado para oferecer mais opções de crédito para seus servidores públicos. Uma dessas iniciativas recentes é a inclusão do cartão consignado de benefício como uma das opções de crédito com pagamento direto em folha. Essa medida foi implementada por meio do Decreto 11.761/2023.

Novo decreto e suas implicações

O novo decreto altera o Decreto 8.690/2016, que trata da gestão de consignações em folha de pagamento no governo federal. Agora, inclui a amortização de despesas contraídas por meio desse tipo de cartão e a utilização dele na modalidade saque, como uma das possibilidades das consignações facultativas.

Como Funcionam os Cartões de Pagamento?

Os cartões de pagamento são usados para amortizar as despesas contraídas por este tipo de cartão e também para saques, como uma das possibilidades das consignações facultativas.

Por Que essa Medida Foi Tomada?

A nova medida foi tomada em resposta à promulgação, ocorrida em maio de 2023, do inciso II do parágrafo único do art. 2º da Lei 14.509, de 2022. O MGI (Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos) justificou a decisão em nota.

Mudanças significativas

O Decreto 11.761/2023 trouxe uma série de mudanças significativas na gestão de consignados. Uma delas é a ampliação do percentual da remuneração que pode ser comprometido com a soma mensal das consignações. Antes, o limite era de 35%, conforme previsto no decreto de 2016. Agora, esse limite foi aumentado para 45%.


Você também pode gostar:

Outras alterações

Outras alterações incluem a possibilidade do pagamento, com desconto em folha, de contribuição para fundação ou associação representativa, ou que preste serviço, desde que seja formada por servidores, empregados públicos ou outros representantes alcançados pelo benefício.

Além disso, o novo decreto estende as consignações em folha de pagamento aos anistiados políticos que recebem indenização por reparação econômica, na forma de prestação mensal, permanente e continuada.

Quem São os Beneficiários dos Cartões de Pagamento?

Os beneficiários dos cartões de pagamento incluem anistiados políticos que recebem indenização por reparação econômica, na forma de prestação mensal, permanente e continuada. Além disso, empregados públicos, militares, aposentados e pensionistas que fazem parte da folha do Executivo federal também são beneficiários.

Há Alguma Outra Mudança Importante?

Sim, o decreto também restabelece a possibilidade de pagar a contribuição sindical por meio de desconto em folha, com a condição de que seja autorizada pelo servidor ou beneficiário.

Houve Algum Veto?

Sim, houve um veto relacionado à limitação da parte do salário que poderia ser comprometida com a soma mensal das consignações. No entanto, esse veto foi derrubado pelo Congresso Nacional, liberando o percentual previsto no decreto de 2016 (45%).

Beneficiários do novo decreto

Os beneficiários do novo decreto não se limitam apenas aos servidores públicos. Também são alcançados pelo benefício os empregados públicos, militares, aposentados e pensionistas que fazem parte da folha do Executivo federal.

Como funciona o cartão consignado

O cartão consignado é uma modalidade de crédito que permite ao titular fazer compras e saques, com a vantagem de ter as parcelas descontadas diretamente da folha de pagamento. Isso proporciona maior controle financeiro e evita o endividamento excessivo.

Vantagens do cartão consignado

A principal vantagem do cartão consignado é a facilidade de pagamento, uma vez que as parcelas são descontadas diretamente do salário do titular. Além disso, as taxas de juros costumam ser mais baixas em comparação com outras modalidades de crédito.

Opções de crédito

A inclusão do cartão consignado de benefício como uma das opções de crédito com pagamento direto em folha é uma iniciativa importante do governo federal. Essa medida, além de proporcionar mais opções de crédito para os servidores públicos, também contribui para um maior controle financeiro e evita o endividamento excessivo.

google news noticias concursosgoogle news noticias concursos

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.



Fonte: Notícias Concursos