mais de 7000 postos vagos


A realização do novo concurso IBGE é de caráter emergencial. Afinal de contas, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas não realiza processos seletivos para contratação de pessoal efetivo há 8 anos.

Dessa forma, já são mais de 7 mil cargos vagos esperando por preenchimento, o que prejudica em muito o funcionamento do instituto e o serviço à sociedade. E se você está de olho em uma dessas milhares de oportunidades, fique por aqui e leia até o final, pois vamos explicar todos os detalhes.

Novo concurso IBGE é emergencial

Com oito anos desde a última publicação de edital para contratação de servidores efetivos, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está diante da necessidade imperativa de considerar o seu próximo concurso como uma medida de caráter emergencial. 

Isso porque o órgão já registra um acúmulo de milhares de postos vagos, e essa situação tende a se agravar devido às aposentadorias em curso.

A saber, o IBGE atualmente contabiliza um total de 7.596 cargos sem ocupantes, distribuídos da seguinte forma:

– 424 vagas no posto de analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas;

– 105 vagas de pesquisador em informações geográficas e estatísticas;

– 473 vagas de tecnologista em informações geográficas e estatísticas;


Você também pode gostar:

– 4.049 vagas de técnico em informações geográficas e estatísticas; 

– 2.545 vagas de técnico em planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas.

O novo concurso do IBGE vai resolver esse problema?

Mesmo com autorização do Governo Federal para a realização de um novo concurso do IBGE, que prevê o preenchimento de 895 vagas, o déficit de pessoal persistirá de forma significativa. 

Afinal, essa medida irá cobrir apenas aproximadamente 11% das posições atualmente em aberto no IBGE. Além disso, a situação tende a se agravar nos próximos quatro anos, uma vez que centenas de servidores do órgão devem se aposentar.

Mesmo que o IBGE seja capaz de utilizar o cadastro reserva e convocar candidatos aprovados, além das vagas imediatas, será impossível atender completamente à demanda com o próximo concurso programado para 2023. 

Isso ocorre devido às restrições legais que limitam o aproveitamento a um acréscimo de apenas 25% em relação ao número original de vagas estipulado no edital.

Assim, caso haja o desejo de convocar candidatos além desse limite, será necessário obter uma autorização presidencial por meio de um despacho oficial.

Mesmo com esse cenário, o IBGE terá que continuar negociando com o Ministério da Gestão e Inovação (MGI) para que um concurso subsequente se realize sem um intervalo tão longo, como ocorreu desde a última edição do edital em 2015.

Ademais, é importante ressaltar que, além das aposentadorias na autarquia, outros fatores podem levar à saída de servidores. Como licenças médicas, exonerações por motivos pessoais, demissões por justa causa, óbitos e transferências para outras instituições.

Concurso a acontecer ainda em 2023

Em julho deste ano, o Ministério da Gestão e Inovação aprovou a realização de um certame para o preenchimento de 895 vagas do efetivo do IBGE. A saber, essas vagas serão de nível médio e superior, sendo:

  • 300 vagas de Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas, de nível médio;
  • 275 vagas de Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas, de nível superior;
  • 312 vagas de Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas, nível superior;
  • 8 vagas de Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas, também de nível superior.

Quanto vai ganhar os aprovados no novo concurso IBGE?

Os salários dos servidores do IBGE dependem do cargo. Desse modo, eles podem variar entre R$ 4.466,24, que é a remuneração dos técnicos, e R$ 10.891,67, dos tecnologistas. A saber, nessas remunerações já está incluso o auxílio alimentação, no valor de R$ 658, ao qual todos os servidores do instituto têm direito.

Vale lembrar que esses salários já estão com os reajustes aprovados pelo governo para os servidores federais desde fevereiro de 2023.

IBGE vai participar do CNU

Outro ponto a se destacar é que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística vai participar do Concurso Nacional Unificado. Assim, apesar da portaria inicial prever que o edital do novo concurso IBGE poderia sair até janeiro de 2024, ele deverá sair ainda em 2023, mais precisamente em 20 de dezembro. Afinal, é nessa data que está previsto para acontecer a divulgação do CNU.

Dessa forma, as provas do concurso unificado devem se realizar no primeiro semestre de 2024, em 180 cidades espalhadas por todo o território brasileiro.

Gostou de saber mais sobre o novo concurso IBGE? Então comece a se preparar e volte sempre para mais atualizações!

  

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.



Fonte: Notícias Concursos