banca sai a qualquer momento


Os concurseiros de plantão estão em total expectativa, pois a definição da banca organizadora do Concurso Nacional Unificado pode sair a qualquer momento. Isso porque, de acordo com o cronograma estabelecido, a escolha da banca organizadora deve ser concluída até 22 de novembro de 2023.

Este certame promete abrir portas para um total de 6.640 vagas em níveis médio e superior, abrangendo diversas áreas de atuação. O CNU tem como objetivo simplificar o acesso aos concursos federais, tornando-o mais prático e eficiente.

Então, se você quiser saber mais sobre esse mega concurso que vem por aí, é só continuar lendo, pois vamos explicar tudo.

Concurso Nacional Unificado pode ter banca definida logo

Até agora não houve a definição da banca responsável pelo CNU, mas já sabemos quais são aquelas que enviaram propostas. Dessa forma, a instituição que deve organizar o concurso deve estar entre essas:

  • Cebraspe;
  • FGV;
  • Fundação Cesgranrio;
  • Iades;
  • IBFC.

Sendo assim, uma coisa é certa: o CNU terá como banca uma das gigantes organizadoras de concursos. Uma vez que essas instituições figuram entre as maiores e mais respeitadas do Brasil.

Concurso Nacional Unificado: banca sai a qualquer momentoConcurso Nacional Unificado: banca sai a qualquer momento
Concurso Nacional Unificado: banca sai a qualquer momento. Foto: Canva

Adesão ao Concurso Nacional Unificado


Você também pode gostar:

Segundo informações do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), a adesão ao edital unificado alcançou um patamar impressionante. Isso porque 21 órgãos federais aderiram à proposta, totalizando uma adesão de 72%. 

Aliás, esse marco histórico representa o primeiro concurso unificado em âmbito federal, marcando um avanço significativo no setor.

Retrospectiva do CNU até agora

Veja a seguir os principais marcos do Concurso Nacional Unificado:

  1. 5 de outubro de 2023: Houve a divulgação do regulamento que estabelece os termos de adesão, o plano de execução, os objetivos da seleção, os detalhes das etapas do concurso público, bem como o cronograma para a contratação da banca;
  2. 29 de setembro de 2023: Um decreto presidencial saiu no Diário Oficial, fornecendo detalhes sobre a condução do concurso público. Por exemplo, incluindo a participação de comissões, comitês e grupos técnicos. 

É importante ressaltar que a adesão ao concurso unificado foi voluntária para os órgãos federais que tiveram autorização para publicar editais de concursos públicos este ano.

Qual o salário dos aprovados no Concurso Nacional Unificado

No que diz respeito à remuneração, é preciso considerar todos os concursos autorizados e as leis que regem suas estruturas remuneratórias. 

Sendo assim, a expectativa é que os salários iniciais para os aprovados no Concurso Nacional Unificado possam alcançar até R$ 22 mil.

Por isso, essa é uma excelente oportunidade para quem quer seguir carreira pública com uma boa remuneração.

Como escolher as vagas para concorrer no CNU

Como o certame será o mesmo para diversos órgãos, os candidatos podem ficar confusos sobre a escolha do cargo ao qual irão concorrer na hora de prestar o concurso.

A saber, a seleção de vagas no CNU será realizada em dois passos cruciais:

  1. No momento da inscrição, os candidatos deverão escolher um bloco correspondente à área de atuação governamental de seu interesse;
  2. Em seguida, eles deverão selecionar o cargo de sua preferência entre as vagas disponíveis no bloco escolhido.

Ademais, as cotas no Concurso Nacional Unificado serão distribuídas de acordo com cada bloco e seguirão os seguintes percentuais:

  • 20% das vagas serão para pessoas negras;
  • 5% das vagas serão para pessoas com deficiência (PCD).

Quais as etapas da prova do Concurso Nacional Unificado

As etapas de avaliação no CNU compreenderão:

  1. Prova objetiva: com uma matriz curricular comum a todos os candidatos e conteúdo específico de acordo com as áreas de atuação governamental ou blocos temáticos;
  2. Prova dissertativa: aqui, também baseada nas áreas de atuação governamental ou blocos temáticos;
  3. Por fim, avaliação de titulação acadêmica e/ou experiência profissional pregressa correspondente ao cargo, à área de atuação e especialidade.

Como estudar para o CNU?

Recentemente, o Manual de Orientações para Concursos Públicos, divulgado pelo Ministério de Gestão e Inovação, trouxe à tona uma seleção de tópicos que podem servir como um ponto de partida fundamental para os concurseiros que farão o CNU. Aliás, esses elementos abrangem uma variedade de áreas do conhecimento e incluem:

  1. Compreensão da Língua Portuguesa;
  2. Raciocínio Lógico;
  3. Noções de Direito Constitucional, abordando princípios, direitos e garantias constitucionais;
  4. Fundamentos básicos de Direito Administrativo;
  5. Exploração dos princípios e funcionamento da Administração Pública;
  6. Estudo detalhado da Lei nº 8.112/90, conhecida como Estatuto do Servidor Público Federal;
  7. Ética no contexto do serviço público;
  8. Direitos Humanos, com ênfase na igualdade e não discriminação;
  9. Conhecimento dos direitos das pessoas idosas;
  10. Abordagem das questões relacionadas às pessoas com deficiência (PCD);
  11. Discussão sobre a diversidade de gênero, incluindo a sigla LBGTQIA+;
  12. Competência em Informática;
  13. Atualidades.

Portanto, agora que você já sabe mais sobre o Concurso Nacional Unificado, não perca tempo e se prepare antes mesmo do edital sair. Além disso, volte sempre aqui, pois assim que houver a definição da banca, traremos em primeira mão para você!

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.



Fonte: Notícias Concursos