Jiri Prochazka derruba polêmica sobre paralisação do UFC 295 na primeira declaração desde a derrota


Jiri Prochazka sabe que desta vez foi o dia de Alex Pereira.

Na luta principal do UFC 295, no sábado, no Madison Square Garden, em Nova York, Prochazka não conseguiu recuperar o título vago dos meio-pesados ​​após ser derrubado por golpes do poderoso Pereira no segundo round. Foi a primeira luta de Prochazka desde que deixou o título vago em novembro de 2022, após sofrer uma lesão no ombro.

A vitória de Pereira gerou polêmica. A finalização veio logo depois que Prochazka foi duramente abalado por um golpe de Pereira, mas vários lutadores e torcedores online protestaram contra a paralisação do árbitro Marc Goddard, que alguns consideraram precoce. Após a luta, Prochazka não questionou a ligação de Goddard e repetiu esse sentimento em seu primeiro depoimento desde a noite de sábado.

“Olá a todos, só quero agradecer a todos vocês pelo apoio”, disse Prochazka via Instagram. “Isso é para mim apenas motivação. Nada mais. Marc Goddard estava certo. Talvez dois ou três segundos e seria diferente, mas o que aconteceu aconteceu. Eu aceito isso. Observe-me agora. Voltarei mais forte do que nunca. Obrigado pela ajuda.”

Prochazka viu uma sequência de 13 vitórias consecutivas ser interrompida, uma série de sucessos que remonta a abril de 2016. Antes de sua derrota para Pereira, seu recorde no UFC era de 3 a 0, incluindo uma finalização emocionante de Glover Teixeira no quinto round no UFC 275 que lhe rendeu o título dos meio-pesados.



Fonte: mma fighting