Veja CALENDÁRIO ATUALIZADO de novembro


O pagamento da parcela de novembro do Bolsa Família está cada vez mais próximo. Faltam poucos dias para que a Caixa Econômica inicie os repasses a milhões de brasileiros cadastrados no maior programa de transferência de renda do país.

Nos últimos meses, as famílias inscritas no programa receberam parcelas médias próximas a R$ 700, mas o valor varia de acordo com as características de cada segurado. Assim, muitas pessoas estão conseguindo receber valores bem maiores que essa faixa, enquanto outras recebem menos que R$ 700.

De todo modo, o Bolsa Família ajuda milhões de pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social e econômica. O benefício é pago aos inscritos na segunda quinzena de cada mês, ajudando-os a passarem o mês com menos dificuldade.

Com a chegada de novembro, os segurados não veem a hora de receberem a parcela deste mês. No entanto, ainda será necessário esperar por mais duas semanas, pois o pagamento do benefício só começa no dia 18.

Calendário do Bolsa Família de novembro

O Governo Federal já divulgou as datas de pagamento do Bolsa Família em novembro. Na prática, os repasses possuem um padrão e acontecem nos dez últimos dias úteis de cada mês. Aliás, o calendário de pagamento da parcela de novembro do Bolsa Família já pode ser consultado pelos beneficiários.

A Caixa Econômica Federal realiza os repasses nos últimos dias úteis dos meses, conforme o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) dos usuários. Dessa forma, um novo grupo tem acesso ao valor em suas contas a cada dia útil.

Confira o calendário de pagamentos do Bolsa Família de novembro de 2023:

Data do pagamento Final do NIS
17 de novembro (sexta-feira) 1
20 de novembro (segunda-feira) 2
21 de novembro (terça-feira) 3
22 de novembro (quarta-feira) 4
23 de novembro (quinta-feira) 5
24 de novembro (sexta-feira) 6
27 de novembro (segunda-feira) 7
28 de novembro (terça-feira) 8
29 de novembro (quarta-feira) 9
30 de novembro (quinta-feira) 0


Você também pode gostar:

Bolsa Família terá de antecipação em novembro?

Em novembro, o governo federal confirmou a antecipação do pagamento do Bolsa Família a dois grupos de beneficiários. Os sortudos, que poderão acessar o valor antes da data definida, são os inscritos com o NIS de final 2 e 7.

Na verdade, o governo vem adotando a prática de antecipar os pagamentos definidos para as segundas-feiras. Assim, os beneficiários recebem o valor da parcela no sábado anterior à data, ou seja, dois dias antes do previsto no calendário oficial do Bolsa Família.

O principal objetivo do governo é liberar o repasse no final de semana, para que os segurados não tenham que esperar a chegada da segunda-feira para acessarem o valor. Então, caso você faça parte de um destes dois grupos de segurados, pode comemorar, que o Bolsa Família de novembro vai sair antes do programado.

Beneficiários com NIS de final 2 e 7 terão o Bolsa Família antecipado em novembroBeneficiários com NIS de final 2 e 7 terão o Bolsa Família antecipado em novembro
Beneficiários com NIS de final 2 e 7 terão o Bolsa Família antecipado em novembro. Foto: Lula Marques/Agência Brasil.

Veja qual a parcela mínima paga pelo governo

O governo federal garante o pagamento mínimo de R$ 600 para cada usuário do Bolsa Família. Assim, o valor do benefício não pode ser menor que essa faixa, exceto para os segurados que tiverem contratado o Auxílio Consignado anteriormente, visto que os descontos do empréstimo ocorrem diretamente sobre o valor do benefício.

Contudo, vale destacar que o Bolsa Família possui outra regra, chamada de Benefício de Renda de Cidadania. Em síntese, esta regra garante o pagamento de R$ 142 para cada membro da composição familiar que esteja inscrito no Cadastro Único (CadÚnico).

Caso a regra fosse considerada de maneira isolada, as famílias unipessoais (com apenas um indivíduo) receberiam apenas R$ 142 no mês. Entretanto, como a parcela mínima é de R$ 600, o governo complementa o valor. Isso acontece nas famílias compostas por até quatro pessoas, que teriam direito a, no máximo, R$ 568 (R$ 142 x 4 = R$ 568) no mês.

Quando as famílias possuem mais de quatro indivíduos, o governo não complementa o valor da parcela, pois o benefício supera os R$ 600. Por exemplo, uma família composta por cinco pessoas recebe R$ 710 por mês (R$ 142 x 5 = R$ 710). Caso haja dez pessoas, o valor da parcela chega a R$ 1.420 (R$ 142 x 10 = R$ 1.420).

Benefícios adicionais elevam valor do Bolsa Família

Os valores citados são considerados a base do benefício. No entanto, não existem regras no Bolsa Família sobre limite de valor a receber. Portanto, os beneficiários podem receber muito mais que R$ 600, e isso está acontecendo com bastante frequência nos últimos meses devido ao pagamento de benefícios adicionais pelo governo.

Veja abaixo quais são os benefícios adicionais do Bolsa Família:

  • Benefício Primeira Infância: desde março de 2023, o governo vem realizando o pagamento de R$ 150 por criança de até seis anos de idade.
  • Benefício Variável Familiar: assegura o pagamento de um valor adicional de R$ 50 a crianças e jovens de sete a 18 anos, bem como a gestantes e lactantes integrantes da composição familiar.
  • Benefício Variável Familiar Nutriz: em setembro, o governo começou a pagar um adicional de R$ 50 para os indivíduos das famílias que possuem até sete meses incompletos, ajudando no crescimento nutricional do bebê.

Na prática, uma família composta por dois adultos e três crianças, com 2, 4 e 6 anos de idade, terá direito a uma parcela mensal de R$ 710 (R$ 142 x 5 = R$ 710), acrescida de R$ 150 por cada criança e até seis anos (R$ 150 x 3 = R$ 450). Assim, o valor do benefício será de R$ 1.160 no mês (R$ 710 + R$ 450 = R$ 1.160).

Inclusive, o valor pode ser ainda maior, caso haja mais indivíduos que tenham direito aos benefícios adicionais, como gestantes, bebês de até sete meses incompletos ou crianças e jovens com idade entre sete e 18 anos.

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.



Fonte: Notícias Concursos