Auxílio Gás: Veja como se inscrever no programa para receber parcelas


O Auxílio Gás foi criado no final de 2021 para ajudar as famílias de baixa renda do país a adquirirem gás de cozinha. Em dezembro, milhões de famílias estão recebendo o auxílio, mas estimativas indicam que a fila de espera segue com milhões de pessoas no país.

Na verdade, os números relacionados ao benefício cresceram de maneira significativa a partir do segundo semestre de 2022. Isso porque a Emenda Constitucional nº 123 permitiu ao governo gastar R$ 41,2 bilhões além do teto de gastos. E parte desse valor seguiu para o Auxílio Gás, elevando expressivamente a parcela paga aos beneficiários.

Com isso, as parcelas ficaram turbinadas e passaram a ter um valor duas vezes maior que anteriormente. Portanto, muitas pessoas ficaram interessadas no benefício e passaram a se inscrever para recebê-lo no país, pressionando a fila de espera do programa.

No final de 2022, o Congresso Nacional aprovou uma nova Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que deu origem à Emenda Constitucional nº 126. Em resumo, esta emenda liberou R$ 145 bilhões ao governo Lula além do teto de gastos. E, mais uma vez, o governo federal utilizou parte desse valor para continuar com o pagamento turbinado do benefício no país.

Aliás, vale destacar que o Auxílio Gás tem a previsão de cobrir metade do valor de um botijão de 13 quilos para as famílias de baixa renda do país. Contudo, para cumprir promessas de campanha, o governo Lula manteve o valor turbinado do benefício, permitindo a boa parte dos usuários a aquisição do botijão de 13 quilos apenas com o auxílio, sem precisar complementar o valor.

Fiz minha inscrição, mas não recebo o Auxílio Gás

Embora o governo tenha recursos e possibilidades de pagar o Auxílio Gás a mais pessoas, a fila de espera sempre foi muito grande no país. Existem milhões de beneficiários inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) que atendem os requisitos do auxílio, mas, mesmo assim, não recebem o valor.

A propósito, a Câmara dos Deputados criou oficialmente o programa no final de 2021. Em suma, o texto indicava que o benefício deveria ser pago ao cidadão que atendesse os seguintes requisitos:

  • Estar com a inscrição ativa no CadÚnico; e
  • Ter renda familiar mensal de até meio salário mínimo (R$ 660) por pessoa; ou
  • Possuir algum membro residente do domicílio que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC) do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).


Você também pode gostar:

Além disso, a lei também estabeleceu que o auxílio deverá ser concedido “preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência”.

O problema é que muitas pessoas atendem todos estes requisitos, mas não conseguem aprovação do benefício. Em síntese, isso estava acontecendo em 2022 porque o governo federal não tinha orçamento para pagar o Auxílio Gás a todos os beneficiários, e isso também ocorreu em 2023.

Seja como for, os usuários do Bolsa Família acabam tendo preferência ao receber o auxílio. Contudo, nem isso é garantia para a aprovação do Auxílio Gás, e resta aos beneficiários aguardar todos os meses para saber se irão receber o auxílio.

Governo não consegue pagar o Auxílio Gás a todos os beneficiários do paísGoverno não consegue pagar o Auxílio Gás a todos os beneficiários do país
Governo não paga o Auxílio Gás a todos os beneficiários inscritos no CadÚnico. Imagem: Shutterstock.

Calendário de pagamento em dezembro

O pagamento do Auxílio Gás não ocorreu em novembro porque o benefício é bimestral, ou seja, seu pagamento ocorre a cada dois meses. Como a última parcela havia sido liberada em outubro de 2022, os beneficiários não receberam o auxílio no mês passado deste ano.

Contudo, as parcelas voltaram a serem pagas em dezembro. Aliás, o repasse do valor sempre ocorre nos mesmos dias dos pagamentos do Bolsa Família. Assim, quem tiver direito ao benefício receberá o valor no dia do pagamento do Bolsa Família.

Em síntese, o Governo Federal já divulgou as datas de pagamento do Auxílio Gás em dezembro. Na prática, os repasses possuem um padrão e acontecem nos dez últimos dias úteis de cada mês, conforme o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) dos usuários.

Entretanto, a Caixa antecipou em uma semana os repasses, para que todos os segurados recebam antes das festividades de final de ano. Confira o calendário de pagamentos do Bolsa Família de dezembro de 2023:

Data do pagamento Final do NIS
11 de dezembro (segunda-feira) 1
12 de dezembro (terça-feira) 2
13 de dezembro (quarta-feira) 3
14 de dezembro (quinta-feira) 4
15 de dezembro (sexta-feira) 5
18 de dezembro (segunda-feira) 6
19 de dezembro (terça-feira) 7
20 de dezembro (sexta-feira) 8
21 de dezembro (segunda-feira) 9
22 de dezembro (terça-feira) 0

Qual será o valor do Auxílio Gás em dezembro?

Em dezembro, a Caixa Econômica Federal pagou está pagando uma parcela de R$ 104 a 5,4 milhões de pessoas. Aliás, o governo vem garantindo o repasse de 100% do valor médio nacional do botijão de gás de 13 quilos aos beneficiários do país nos últimos meses.

Confira abaixo o valor do Auxílio Gás pago em 2023:

  • Fevereiro: R$ 112;
  • Abril: R$ 110;
  • Junho: R$ 109;
  • Agosto: R$ 108;
  • Outubro: R$ 106;
  • Dezembro: R$ 104.

Em resumo, o governo se baseia em um levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para definir o valor do Auxílio Gás. A entidade divulga mensalmente o valor médio nacional do gás de cozinha. Com posse destes dados, o governo determina o valor da parcela do benefício.

Na semana passada, o preço médio do gás de cozinha chegou a R$ 101,12 no país. Isso quer dizer que o governo poderia até mesmo reduzir o valor da parcela paga em dezembro, mas as parcelas vieram novamente acima do valor médio nacional em 2023.



Fonte: Notícias Concursos