Diesel vai ficar MAIS BARATO após redução da Petrobras?


Os motoristas do país receberam uma grande notícia nesta quinta-feira (7). A Petrobras anunciou uma redução de 6,7% no preço do litro do diesel A comercializado às distribuidoras do país.

Com isso, o litro do diesel passará a ser vendido por R$ 3,78 às distribuidoras. Anteriormente, o preço do combustível era de R$ 4,05, ou seja, houve uma redução de 27 centavos por litro no valor do diesel.

O ajuste é resultado da análise dos fundamentos dos mercados externo e interno frente à estratégia comercial da Petrobras, implementada em maio de 2023 em substituição à política de preços anterior, e que passou a incorporar parâmetros que refletem as melhores condições de refino e logística da Petrobras na sua precificação“, informou a Petrobras em nota.

O novo preço do diesel passa a valer em todo o país a partir da próxima sexta-feira (8). Isso quer dizer que os motoristas do país irão aproveitar em breve novos preços do combustível. Mas será que o reajuste da Petrobras chega aos consumidores?

Redução sucede dois aumentos seguidos

A saber, essa é a primeira redução no preço do diesel desde meados de abril, ou seja, há quase oito meses. De lá para cá, a Petrobras promoveu dois reajustes, ambos elevando o preço do diesel.

Confira abaixo os últimos reajustes promovidos pela Petrobras em relação ao diesel comercializado para as distribuidoras do país:

Reajustes da Petrobras (DIESEL)
5 de agosto de 2022 Preço caiu de R$ 5,61 para R$ 5,41
12 de agosto de 2022 Preço caiu de R$ 5,41 para R$ 5,19
20 de setembro de 2022 Preço caiu de R$ 5,19 para R$ 4,89
7 de dezembro de 2022 Preço caiu de R$ 4,89 para R$ 4,50
8 de fevereiro de 2023 Preço caiu de R$ 4,50 para R$ 4,10
1 de março de 2023 Preço caiu de R$ 4,10 para R$ 4,02
23 de março de 2023 Preço caiu de R$ 4,02 para R$ 3,84
29 de abril de 2023 Preço caiu de R$ 3,84 para R$ 3,46
17 de abril de 2023 Preço caiu de R$ 3,46 para R$ 3,02
16 de agosto de 2023 Preço subiu de R$ 3,02 para R$ 3,80
21 de outubro de 2023 Preço vai subir de R$ 3,80 para R$ 4,05

Ao considerar o ano de 2023, o diesel está bem mais barato para os motoristas do Brasil. Isso porque, no final do ano passado, o litro do combustível estava custando R$ 4,50, superando em 72 centavos o valor que o diesel passará a ter a partir desta sexta-feira (8).


Você também pode gostar:

Consumidores pagam mais caro pelo diesel

Vale destacar que os preços nos postos de combustíveis são bem mais altos que os das distribuidoras. Isso acontece porque há outras variáveis que impactam os valores dos combustíveis, como impostos, taxas, margem de lucro e custo com a mão de obra.

Em suma, a Petrobras esclarece que, “considerando a mistura obrigatória de 88% de diesel A e 12% de biodiesel para a composição do diesel comercializado nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor será, em média, R$ 2,99 a cada litro vendido na bomba”.

De acordo com um levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel custou R$ 6,16 na semana passada, valor bem superior aos preços praticados pela Petrobras. Isso mostra o quanto os motoristas precisam pagar mais caro pelos combustíveis.

Motoristas pagam mais caro pelo diesel comercializado nas bombas do paísMotoristas pagam mais caro pelo diesel comercializado nas bombas do país
Motoristas pagam mais caro pelo diesel comercializado nas bombas do país. (Imagem: Agência Brasil).

Preço do diesel vai cair para os motoristas?

O reajuste da Petrobras se refere às distribuidoras do país. Estas, por sua vez, comercializam o diesel para postos de combustíveis e outros revendedores, e são elas quem definem os valores cobrados pelo litro de combustível, conforme diversas variáveis que impactam os preços.

A saber, o preço do diesel S-10 vendido nos postos, sendo este o combustível mais utilizado do Brasil, é formado por:

  • Petrobras;
  • Impostos federais;
  • Impostos estaduais;
  • Custo com o biodiesel;
  • Distribuição e revenda.

Como diversos fatores influenciam na formação dos preços do combustível, os consumidores do país sempre pagam mais caro do que as refinarias. Ainda assim, a expectativa é que os postos repassem para os motoristas nos próximos dias a redução promovida pela Petrobras.

No entanto, vale destacar que os repasses aos consumidores não costumam acontecer na mesma magnitude dos reajustes da Petrobras, principalmente quando os preços caem. Além disso, os donos dos postos geralmente demoram alguns dias para repassar os reajustes, alegando que precisam de tempo para modificarem os valores dos combustíveis.

Em outras palavras, muitos consumidores deverão demorar para sentir a redução nos preços dos combustíveis, e nem todos vão aproveitar uma queda significativa dos valores do diesel no país.



Fonte: Notícias Concursos