Energia solar vale a pena? Entenda os prós e os contras


A energia solar é uma fonte renovável, limpa e sustentável de eletricidade. Ela é gerada a partir da conversão da radiação em energia elétrica por meio de painéis fotovoltaicos instalados em telhados, fachadas ou áreas abertas.

Mas será que vale a pena investir em energia solar? Quais são as vantagens e desvantagens dessa tecnologia? Neste post, vamos explicar os principais aspectos que você deve considerar antes de decidir instalar.

Energia solar vale a pena?

Vantagens e desvantagens da energia solarVantagens e desvantagens da energia solar
Vantagens e desvantagens da energia solar. Imagem: Canva

Para entender se a energia solar realmente vale a pena para você, é importante conhecer todas as suas vantagens e desvantagens. Confira a seguir.

Vantagens

Uma das principais vantagens da energia solar é a redução do valor da conta de luz. Além disso, você pode aproveitar o sistema de compensação de energia elétrica, que permite que você injete na rede o excedente de energia produzido pelo seu sistema e receba créditos para abater na sua fatura.

Outra vantagem da energia solar é que ela aumenta o valor do seu imóvel. Isso se deve ao fato de que a energia solar agrega valor ao imóvel por ser uma tecnologia moderna, eficiente e sustentável.

Ademais, ela também contribui para a preservação do meio ambiente, pois não emite gases poluentes nem gera resíduos na sua produção. Além disso, ela utiliza uma fonte inesgotável e gratuita, que é o sol, evitando o uso de combustíveis fósseis ou outras fontes não renováveis.


Você também pode gostar:

Por fim, a energia solar proporciona independência energética, pois você não fica dependente das variações tarifárias ou dos apagões da rede elétrica. Assim, pode gerar a sua própria energia e ter mais autonomia e segurança no seu consumo.

Desvantagens

A principal desvantagem da energia solar é o custo inicial para a instalação do sistema fotovoltaico. O preço varia de acordo com o tamanho, a potência e a qualidade dos equipamentos, mas pode chegar a dezenas de milhares de reais. No entanto, esse custo pode ser compensado pela economia na conta de luz.

Além disso, é necessário um espaço considerável para a instalação dos painéis fotovoltaicos. Eles devem ser instalados em locais com boa incidência solar e sem sombreamento, o que nem sempre é possível em áreas urbanas. Ademais, os painéis ocupam uma área considerável, o que pode interferir na estética ou na funcionalidade do imóvel.

Por fim, a energia solar tem uma variação na sua produção, pois depende das condições climáticas e da posição do sol ao longo do dia e do ano. Isso significa que em dias nublados ou chuvosos, a produção de energia pode ser menor do que em dias ensolarados.

Por isso, é importante dimensionar bem o seu sistema fotovoltaico e contar com um sistema de armazenamento ou de compensação de energia elétrica.

Como ter energia solar em casa?

Para ter energia solar em casa é necessário contratar uma empresa especializada em instalação de sistemas fotovoltaicos, que irá fazer o projeto, a homologação e a montagem dos painéis. No entanto, a principal barreira que o consumidor encontra é o alto investimento inicial.

Uma alternativa para quem quer ter energia solar em casa sem gastar muito é o financiamento. Existem diversas linhas de crédito disponíveis no mercado, que oferecem condições facilitadas para quem quer adquirir um sistema fotovoltaico. Algumas vantagens do financiamento são:

  • Parcelas acessíveis e prazos longos de pagamento;
  • Juros baixos ou subsidiados;
  • Possibilidade de usar o FGTS;
  • Economia na conta de luz, que pode compensar o valor das parcelas;
  • Valorização do imóvel, que passa a ter uma fonte de energia sustentável.

Para contratar um financiamento de energia solar, é preciso fazer uma simulação e uma análise de crédito com a instituição financeira de sua preferência.

Ter energia solar em casa é uma forma de contribuir para a preservação do meio ambiente, reduzir os gastos com eletricidade e garantir uma fonte de energia independente e segura.



Fonte: Notícias Concursos