O lutador do UFC Miles Johns foi suspenso por 4 meses e meio por teste de drogas positivo, mas a vitória ainda permanece


O peso galo do UFC Miles Johns terá que ficar de fora até fevereiro, depois de testar positivo para uma substância proibida em sua luta mais recente, em 23 de setembro.

Na terça-feira, a Comissão Atlética de Nevada anunciou um acordo de adjudicação com o lutador depois que ele testou positivo para o metabólito M3, encontrado no DHCMT – mais conhecido como turinabol oral, um esteróide anabolizante.

Como resultado, Johns foi finalmente suspenso por quatro meses e meio, com sua elegibilidade para competir novamente em 6 de fevereiro de 2024 ou depois. Ele enfrenta uma multa de US$ 2.300, que representava 10 por cento de sua bolsa de luta (US$ 23.000), junto com $ 157,04 em custas judiciais.

O metabólito M3 tem sido examinado nos últimos anos, especialmente depois que o campeão peso pesado do UFC Jon Jones testou positivo para vestígios da mesma substância inúmeras vezes, o que resultou em uma investigação longa e meticulosa sobre a droga e a viabilidade da substância quando encontrada em vestígios. quantidades em atletas.

Durante a reunião mensal de Novembro, a Comissão Atlética do Nevada adoptou novos limites para várias substâncias proibidas que já não desencadeariam uma suspensão imediata, mas apenas sinalizadas como uma descoberta atípica até que uma investigação mais aprofundada fosse concluída.

O metabólito M3 estava entre as substâncias apontadas pelas mudanças nas regras da comissão.

Na luta, Johns conquistou uma vitória por decisão unânime sobre Dan Argueta, que permanece de pé porque a comissão não tentou anular a vitória como parte da decisão proferida na terça-feira.

Johns terá que passar por protocolos padrão de testes de drogas quando retornar para lutar no estado de Nevada novamente após sua suspensão ser suspensa.



Fonte: mma fighting