Previsão do Tempo para os próximos dias ASSUSTA; confira


Ainda estamos nos recuperando do calor extremo e, de repente, um novo alerta de onda de calor é emitido. A previsão do tempo indica que 15 estados e o Distrito Federal devem enfrentar temperaturas acima da média nos próximos dias.

Alerta do Inmet

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) divulgou na última terça-feira (12.dez.2023) um informe alarmante. De acordo com o instituto, uma onda de calor deve atingir 15 estados e o Distrito Federal a partir desta quinta-feira (14.dez).

Regiões Afetadas

As regiões Centro-Oeste e Sudeste, bem como algumas áreas das regiões Norte e Nordeste, deverão ser as mais afetadas por este novo episódio de altas temperaturas.

Temperaturas esperadas

As máximas podem superar os 40°C nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, interior de São Paulo, Goiás e Bahia.

Duração do Calor

Segundo o Inmet, as elevadas temperaturas se manterão até o próximo domingo (17.dez).


Você também pode gostar:

Ano mais quente da história

O ano de 2023 já bateu recordes de temperatura, sendo considerado o mais quente da história. E a previsão do tempo indica que as altas temperaturas continuarão.

Implicações da Onda de Calor

As consequências dessas altas temperaturas não são apenas desconforto físico. As ondas de calor podem provocar sérios problemas de saúde e até mesmo mortes.

O que acontece no nosso organismo durante o calor extremo

Quando o ar está mais quente que a temperatura da nossa pele (normalmente entre 36°C e 37°C), nosso corpo começa a ganhar calor. A temperatura central do corpo começa a subir, o que pode afetar vários órgãos se não for controlado. Podem ocorrer desde sintomas leves, como mal-estar e dor de cabeça, até situações mais graves, como danos a órgãos vitais e morte.

Como nosso corpo reage ao calor

O corpo humano possui mecanismos para tentar regular a temperatura interna quando exposto a temperaturas extremas. Quando expostos ao calor, começamos a suar e os vasos sanguíneos periféricos se dilatam. No entanto, em temperaturas muito altas, especialmente quando também está úmido, o mecanismo de resfriamento do suor se torna menos eficaz, levando ao superaquecimento corporal, insolação e possíveis danos aos órgãos.

O impacto da umidade

A umidade do ar pode influenciar a capacidade do corpo de se resfriar. Quando o nível da umidade relativa do ar está alto em um dia quente, o suor na nossa pele não consegue evaporar de forma eficiente no ar, dificultando a regulação da temperatura corporal.

Riscos para diferentes grupos

Alguns grupos correm mais riscos durante o calor extremo. Crianças e idosos, por exemplo, são especialmente vulneráveis. Os bebês e as crianças perdem líquidos mais rapidamente do que os adultos e dependem de cuidadores para os ajudar a se resfriar. Já as pessoas mais velhas podem ter problemas de saúde que as colocam em maior risco, e seus corpos respondem ao calor de maneira diferente.

Medicamentos e calor

Alguns medicamentos podem afetar a capacidade do corpo de lidar com o calor. Alguns antidepressivos e antipsicóticos podem afetar a produção de suor, enquanto medicamentos para tratamento de doenças cardíacas, como remédios contra a hipertensão, podem causar desidratação e afetar os rins.

Como se proteger do calor intenso

A proteção contra o calor extremo envolve várias medidas, desde a hidratação do corpo até a busca de locais frescos.

Mantendo a casa fresca

É importante manter a temperatura da casa abaixo de 32°C durante o dia e 24°C à noite. Para isso, você pode usar o ar noturno para resfriar sua casa, abrindo janelas e persianas durante a noite, e também reduzir a carga de calor interna fechando janelas expostas ao sol, desligando dispositivos elétricos e pendurando cortinas.

Evitando o calor

Evite sair durante as horas mais quentes do dia e atividades físicas extenuantes. Se a sua casa não estiver fresca, passe algumas horas por dia em locais com ar-condicionado, como edifícios públicos.

Mantendo-se hidratado e fresco

Beba água regularmente e evite álcool e cafeína, que contribuem para a desidratação. Além disso, tome banhos frios e use compressas frias para aliviar o calor.

Cuidados em caso de mal-estar

Se sentir tontura, fraqueza, sede intensa ou dor de cabeça, procure ajuda. Beba água ou suco para se reidratar. Em casos graves, como delírio, convulsões e inconsciência, chame ajuda médica imediatamente.

O calor extremo pode ser desafiador, mas com as medidas corretas, é possível proteger a si mesmo e aos seus entes queridos. Lembre-se, a prevenção é sempre a melhor estratégia.



Fonte: Notícias Concursos