veja os dados sobre abertura de empreendimentos no Brasil


No mês de agosto deste ano, o Brasil testemunhou um crescimento no registro de novos empreendimentos, com um total de 367.339 novos Cadastros Nacionais de Pessoas Jurídicas (CNPJs) abertos, conforme apontado pelo Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian. Essa estatística traduz-se em uma média de 16 novos empreendimentos a cada dia útil.

A análise dos dados revela um incremento de 0,4% em comparação ao mesmo período do ano anterior, sinalizando uma tendência positiva no cenário empresarial brasileiro. Ao se debruçar sobre a distribuição geográfica, as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste se destacaram, apresentando um aumento significativo em relação ao ano anterior.

De acordo com a Serasa Experian, o processo de análise do Nascimento de Empresas levou em conta a quantidade mensal de novas empresas oficialmente registradas nas juntas comerciais de todas as unidades federativas brasileiras. Além disso, foi realizada a mensuração mensal dos Cadastros Nacionais de Pessoas Jurídicas (CNPJs) que foram consultados pela primeira vez na base de dados da empresa.

Setor de serviços lidera abertura de novos empreendimentos

No cenário empreendedor brasileiro, a categoria de serviços desponta como a escolha predominante para o início de novos empreendimentos, ultrapassando os setores de comércio e indústria, revela a mais recente análise da Serasa Experian. Os dados indicam uma mudança nas dinâmicas empresariais, refletindo a conjuntura atual marcada pela diminuição do índice de desemprego.

“Na conjuntura atual, marcada pela diminuição do índice de desemprego, observamos o surgimento de empresas impulsionado pela inclinação empreendedora do que pela urgência. Uma parcela significativa dos cidadãos brasileiros nutre o desejo de empreender, buscando não apenas flexibilidade e independência, mas também realização pessoal e a construção de um legado”, afirma Luiz Rabi, economista da Serasa Experian.

De acordo com Luiz Rabi, a abertura de novas empresas está sendo impulsionada mais pela vontade de empreender do que pela urgência decorrente do desemprego. Rabi destaca que uma parcela significativa dos cidadãos brasileiros nutre o desejo de empreender, buscando não apenas flexibilidade e independência, mas também realização pessoal.

Ao analisar a natureza jurídica das novas empresas, os Microempreendedores Individuais (MEIs) se destacam como a categoria predominante, representando a maior parcela, com um total de 271.531 novos registros. Em seguida, encontram-se as sociedades limitadas, com 76.942 registros, e as empresas individuais, que somaram 10.196 novos empreendimentos.

16 novas empresas por dia: veja os dados sobre abertura de empreendimentos no Brasil16 novas empresas por dia: veja os dados sobre abertura de empreendimentos no Brasil
16 novas empresas por dia: veja os dados sobre abertura de empreendimentos no Brasil. Imagem: Reprodução


Você também pode gostar:

Dicas para começar a empreender

Iniciar um empreendimento pode ser uma jornada bastante desafiadora, e escolher uma área de negócios que esteja alinhada aos interesses e habilidades do empreendedor pode aumentar a probabilidade de sucesso.

Também é importante avaliar a viabilidade do negócio realizando uma pesquisa de mercado. Sendo assim, os novos empreendedores devem buscar conhecer seu público-alvo, concorrentes, e as tendências do setor. Para isso, é recomendado elaborar um plano de negócios que aborde aspectos como a proposta de valor, modelo de receita, estratégias de marketing e operações.

Para aqueles que desejam iniciar sua jornada empreendedora, é importante conectar-se com outros empreendedores, participar de eventos do setor e fazer networking para desenvolver relacionamentos. Além disso, empreendedores mais experientes alertam sobre a necessidade de estar preparado para enfrentar desafios e aprender com os erros.

Cada negócio é único, e o sucesso muitas vezes requer tempo e esforço contínuo. Apesar do número de empreendimentos estar crescendo no Brasil nos últimos meses, como indica o levantamento divulgado pelo Serasa, é importante que os novos empreendedores tenham cautela ao administrar uma nova empresas.



Fonte: Notícias Concursos