Android e iPhone: 8 formas INCRÍVEIS de rastrear um celular perdido ou roubado


Em um mundo cada vez mais conectado, perder ou ter um celular roubado pode ser uma experiência frustrante e preocupante. Felizmente, existem várias maneiras de rastrear um celular perdido ou roubado, tanto para dispositivos Android quanto para iPhones.

Neste artigo, vamos explorar oito formas de rastreamento, desde aplicativos nativos até soluções de terceiros. Conheça as opções disponíveis e escolha a que melhor se adequa às suas necessidades.

1. Rastrear iPhone com o app “Buscar”

Para os usuários de iPhone, uma opção nativa é o aplicativo “Buscar”, desenvolvido pela Apple. Esse aplicativo permite localizar o dispositivo perdido ou roubado por meio de GPS, emitir alertas sonoros mesmo quando o aparelho está no modo silencioso, acionar a tela de bloqueio remotamente e até mesmo apagar todos os dados do dispositivo para proteger sua privacidade.

Para utilizar o app “Buscar”, basta acessá-lo através de outro dispositivo Apple vinculado à mesma conta iCloud e selecionar o dispositivo desejado na lista. O aplicativo irá mostrar a localização atual do celular e oferecer opções adicionais de segurança.

2. Rastrear celular Android com o “Encontre meu Dispositivo” do Google

No caso de dispositivos Android, o Google disponibiliza o serviço “Encontre meu Dispositivo” para localizar celulares perdidos ou roubados. Para utilizá-lo, é necessário ter uma conta Google vinculada ao celular.

O “Encontre meu Dispositivo” permite que você rastreie a localização do dispositivo em tempo real, bloqueie o aparelho remotamente para evitar o acesso não autorizado, emita um som de alerta mesmo se o celular estiver no modo silencioso e até mesmo apague todos os dados do dispositivo.

Essa ferramenta pode ser acessada através do site do Google ou por meio de outro dispositivo Android vinculado à mesma conta Google.

3. Recursos específicos de fabricantes

Além das opções nativas oferecidas pela Apple e Google, alguns fabricantes também disponibilizam recursos específicos para rastreamento de seus dispositivos.

Usuários de smartphones Samsung podem utilizar o serviço “Find My Mobile”, que permite localizar o aparelho, bloqueá-lo remotamente, emitir sons de alerta e até mesmo fazer backup dos dados do dispositivo. Essa ferramenta pode ser acessada através do site oficial da Samsung.

Já os usuários de smartphones Xiaomi contam com o serviço “Mi Cloud”, que oferece recursos semelhantes, como localização do aparelho, emissão de sons de alerta e até mesmo a possibilidade de bloquear o dispositivo remotamente. Para utilizar o “Mi Cloud”, basta acessar o aplicativo “Mi Account” no smartphone Xiaomi.

4. Rastrear celular pelo WhatsApp

Outra forma de rastrear um celular perdido ou roubado é através do WhatsApp. O aplicativo de mensagens permite que você compartilhe sua localização em tempo real com um contato específico. Dessa forma, se você perder seu celular, basta pedir para um contato de confiança compartilhar sua localização com você para que você possa rastreá-lo.

Para utilizar esse recurso, abra uma conversa com o contato desejado, toque no ícone de anexo e selecione “Localização”. Em seguida, escolha a opção “Compartilhar Localização Atual” e selecione a duração do compartilhamento. Assim, você poderá rastrear seu celular através do mapa dentro da conversa.

5. Rastrear celular pelo IMEI

O IMEI (International Mobile Equipment Identity) é um código único atribuído a cada celular. Esse código pode ser utilizado para rastrear um celular perdido ou roubado, mesmo que o aparelho tenha sido resetado ou o GPS esteja desligado.

Para encontrar o IMEI do seu celular, você pode verificar a caixa original do aparelho, a nota fiscal de compra, o site da fabricante (no caso de iPhones) ou o Gerenciador de Aplicativos do Google (para dispositivos Android). Com o IMEI em mãos, você pode entrar em contato com a polícia e solicitar o rastreamento do seu celular.

6. Rastrear celular sem Internet

Em situações em que o celular esteja sem conexão à internet, ainda é possível rastrear o dispositivo utilizando outras tecnologias.

No caso de iPhones, a opção “Buscar iPhone offline” utiliza o crowdsourcing para localizar o aparelho. Ou seja, sempre que outro dispositivo Apple estiver próximo do seu celular desligado, ele irá enviar a localização para o servidor da Apple, permitindo que você rastreie o dispositivo.

Para celulares Samsung, as tecnologias Bluetooth e Galaxy Find Network podem ser utilizadas para rastrear o dispositivo offline. Já o Google oferece a opção “Armazenar Localização Recente”, que registra a última localização conhecida do celular mesmo sem conexão com a internet.

7. Rastrear celular desligado

Em situações em que o celular tenha sido desligado, ainda é possível obter informações sobre sua última localização conhecida.

No caso de iPhones, os modelos a partir do iPhone 11 podem ser rastreados por até 24 horas após o desligamento. Além disso, os celulares Samsung enviam a última localização conhecida antes do desligamento.

No entanto, o Google ainda não oferece a opção de rastreamento para dispositivos desligados.

8. Rastrear celular resetado ou com GPS desligado

Em alguns casos, é possível rastrear um celular mesmo que ele tenha sido resetado ou esteja com o GPS desligado.

No caso de iPhones com iOS 15 ou superior, é possível rastrear o dispositivo mesmo após um reset. Já os celulares Xiaomi também oferecem essa funcionalidade.

No entanto, o Google e a Samsung ainda não disponibilizam essa opção. Nessas situações, é possível rastrear o celular através da triangulação de antenas, tecnologia StingRays, Bluetooth e redes Wi-Fi públicas.

Ademais, Perder ou ter um celular roubado é uma situação desagradável, mas felizmente existem várias opções para rastrear o dispositivo e aumentar as chances de recuperá-lo. Seja através dos recursos nativos dos sistemas operacionais, como o app “Buscar” da Apple e o “Encontre meu Dispositivo” do Google, ou através de soluções de terceiros, como o “Find My Mobile” da Samsung e o “Mi Cloud” da Xiaomi, é possível aumentar a segurança e proteger seus dados pessoais.

Lembre-se sempre de tomar precauções adicionais, como manter seu celular protegido por senha, realizar backups regulares dos seus dados e evitar deixar o aparelho desacompanhado em locais públicos. Com essas medidas, você estará mais preparado para lidar com a eventualidade de perder ou ter seu celular roubado.



Fonte: Notícias Concursos