Banco Central divulga pagamento de tarifas sobre Transferências PIX para esses usuários


A popularidade exponencial do Pix no Brasil, lançado pelo Banco Central em 2020, tem sido evidente, com grande parte dos brasileiros adotando essa forma instantânea de transferência de dinheiro.

Entretanto, surgiram dúvidas em 2023 sobre a possibilidade de o Banco Central começar a cobrar por transferências Pix. Apesar disso, dados da Febraban revelaram que o Pix tornou-se o método de pagamento mais utilizado no Brasil em 2022, principalmente devido à sua velocidade, praticidade e gratuidade para pessoas físicas.

Quando o PIX é taxado?

Apesar da gratuidade para a maioria das transações, existem situações tarifadas, seguindo as regras estabelecidas pelo Banco Central, como recebimento para fins de compra e envio de recursos (saque ou troco) a partir da 9ª transação mensal. Cada instituição financeira pode ter sua própria política de tarifas, tornando crucial que os usuários verifiquem essas condições em seus respectivos bancos.

O Banco Central esclareceu que as atuais taxas se aplicam apenas em relações comerciais, quando o pagador ou recebedor são pessoas jurídicas. Nestes casos, a cobrança ocorre em transferências por QR Code ou QR Code dinâmico, após o 31º Pix e ao receber valores de contas comerciais.

Gratuidade do PIX?

No entanto, reforçou-se a garantia de gratuidade do Pix para pessoas físicas, exceto em situações específicas mencionadas. Portanto, os brasileiros podem continuar usando o Pix sem custos significativos, aproveitando sua conveniência e rapidez.

O Banco Central divulgou que o PIX Automático, previsto para outubro de 2024, expandirá ainda mais o serviço. Essa função permitirá pagamentos recorrentes sem intervenção direta do usuário a cada transação, semelhante ao débito automático em conta. A autorização para o primeiro débito poderá ser feita via QR Code, “PIX Copia e Cola” ou indicador de pagamento, sendo gratuito para o consumidor, mas passível de tarifação para empresas.

Apesar do adiamento do lançamento, o PIX Automático representa um avanço nos serviços financeiros digitais no Brasil, prometendo mais praticidade e segurança. A expectativa é que o Pix continue a se expandir e que transferência automática leve a sua utilização a novos níveis, oferecendo facilidades nas transações financeiras cotidianas.


Você também pode gostar:

Em suma, aproveite as vantagens do Pix e sua praticidade, lembrando-se de verificar a política de tarifação do seu banco para evitar surpresas com eventuais taxas adicionais.

Em 2024, quem deverá arcar com as tarifas do Pix?

Embora o Pix seja geralmente gratuito para pessoas físicas, algumas situações podem acarretar tarifas, conforme as regras do Banco Central.

Para indivíduos, as tarifas relacionadas ao Pix podem ser aplicadas nas circunstâncias a seguir:

– Recebimento de recursos com finalidade de compra.
– Envio de recursos para saque ou troco, a partir da 9ª transação por mês.

Cada instituição financeira pode ter suas próprias políticas tarifárias. Portanto, é crucial verificar as condições específicas em seu banco.

Entretanto, mesmo com especulações sobre possíveis cobranças pelo uso da transferência instântanea, o Banco Central reafirmou repetidamente que o serviço continuará gratuito para pessoas físicas, exceto nas situações mencionadas. Assim, não há motivo para preocupações com cobranças adicionais pelo uso do Pix.

As vantagens do Pix o tornam uma escolha atrativa para os brasileiros:

– Rapidez: Transferências instantâneas.
– Disponibilidade: Funciona 24 horas, 7 dias por semana.
– Gratuidade: Na maioria dos casos, não há cobrança de tarifas para transações entre pessoas físicas.
– Diversidade: Além de transferências, pode-se pagar contas, fazer compras, recarregar celulares e receber salários.

Estas vantagens fazem do Pix uma opção conveniente e econômica, simplificando o processo de transferência de dinheiro sem a necessidade de métodos mais demorados como TED e DOC.

Embora haja especulações sobre possíveis cobranças pelo uso da  transferência instântanea, a gratuidade para pessoas físicas permanece assegurada. As tarifas do Pix se aplicam somente em circunstâncias específicas, como mencionado anteriormente. Portanto, os brasileiros podem continuar usando o Pix sem custos extras e aproveitar suas vantagens, tais como rapidez, disponibilidade e versatilidade.

É importante verificar a política tarifária do seu banco, já que pode haver variações em relação às condições mencionadas neste artigo. O Pix é uma solução inovadora que facilita transações financeiras, proporcionando agilidade e comodidade aos brasileiros. Aproveite seus benefícios sem se preocupar com cobranças adicionais.



Fonte: Notícias Concursos