Desenrola Brasil: Negocie suas dívidas e obtenha descontos de até 99%


Com a crescente instabilidade econômica, muitos brasileiros estão acumulando dívidas e sendo incluídos nas listas de inadimplentes. Em resposta a essa situação, o Governo Federal desenvolveu o programa Desenrola Brasil, visando facilitar a renegociação dessas dívidas.

Esse projeto, nomeado Desenrola Brasil, foi criado para permitir que cidadãos quitem suas dívidas com descontos expressivos, evitando a negativação do nome.

Como funciona o Desenrola Brasil?

Inicialmente, na primeira fase do programa, as pessoas puderam renegociar suas dívidas de até R$ 100,00, acumuladas até o final de 2022, retirando seus nomes dos serviços de proteção ao crédito.

Posteriormente, avançando para a segunda fase, o programa estabeleceu um diálogo direto com os bancos para oferecer descontos mais atrativos. Esse passo teve como objetivo facilitar o pagamento das dívidas por parte das pessoas físicas.

Atualmente, a terceira fase do programa está em vigor, possibilitando a negociação de dívidas com empresas de diversos setores, desde pequenos comércios até grandes prestadoras de serviços essenciais, como empresas de água e gás.

Oportunidades de negociação

Neste sentido, para participar do programa Desenrola Brasil e usufruir das oportunidades de negociação, é necessário seguir alguns passos:

1. Acessar o site oficial do Desenrola Brasil.
2. Verificar as ofertas disponíveis para renegociação.
3. Analisar as condições de pagamento, que incluem descontos de até 99% sobre o valor total da dívida.


Você também pode gostar:

Além disso, o acesso ao programa foi ampliado, antes restrito aos usuários com contas ouro e prata na plataforma Gov.BR, agora permitido também aos usuários com nível de proteção bronze, concedido automaticamente na criação da conta na plataforma Gov.BR.

Esta medida visa aumentar o número de beneficiados pelo programa, oferecendo mais oportunidades para os cidadãos regularizarem suas dívidas de maneira facilitada.

Acesso ao programa e prazo

O objetivo do programa Desenrola Brasil é possibilitar a renegociação das dívidas até março, proporcionando mais informações sobre o programa através do site oficial. Esta iniciativa representa uma grande oportunidade para as pessoas regularizarem sua situação financeira e saírem do vermelho.

O governo federal estendeu o prazo de vigência do programa emergencial Desenrola Brasil até o dia 31 de março de 2024 para ajudar pessoas inadimplentes a renegociar suas dívidas privadas.

Essa prorrogação abrange a faixa 1 do programa, que trata das negociações feitas diretamente na plataforma online do Desenrola Brasil, enquanto a faixa 2, destinada às negociações diretas com bancos e outros credores, encerra no dia 31 de dezembro.

Uma mudança significativa implementada é a ampliação no acesso ao programa. Anteriormente, o acesso ao site do Desenrola Brasil exigia que os usuários possuíssem um certificado prata ou ouro na conta Gov.br. Agora, apenas o nível bronze é necessário para realizar renegociações com pagamento à vista. Estima-se que essa mudança beneficie aproximadamente 12,7 milhões de pessoas pelo programa.

Números do Desenrola Brasil

Até o momento, de acordo com dados do Ministério da Fazenda, cerca de 11 milhões de brasileiros foram beneficiados pelo Desenrola Brasil, incluindo aqueles que renegociaram automaticamente dívidas de até R$ 100. Os acordos de pagamento à vista oferecem em média descontos de 90%, enquanto os parcelados têm descontos médios de 85%.

Uma nova possibilidade é a inclusão de todas as dívidas para renegociação com opções de parcelamento. Tanto quanto acrescentando cerca de 7,3 milhões de dívidas elegíveis apenas para pagamentos à vista. Você pode parcelar esses débitos em até 60 meses, sem a exigência de entrada, e a primeira parcela está agendada para 2024.

Conforme o Censo Nacional do Desenrola, realizado pelo Ministério da Fazenda e pela B3, o valor médio renegociado por meio do programa é de R$ 248 para pagamentos à vista e de R$ 791 para parcelamentos.



Fonte: Notícias Concursos