INSS apresenta alternativas para ampliar os benefícios de aposentadoria


Se você é aposentado pelo INSS, não perca a oportunidade de conferir as nove estratégias divulgadas para ampliar o valor da sua aposentadoria. Portanto, este guia prático mostrará como aproveitar ao máximo o que você tem direito.

Do mesmo modo, certifique-se de estar dentro do prazo! Em suma, você tem até dez anos após receber seu primeiro benefício para solicitar revisões. Nesse sentido, isso é crucial para corrigir possíveis erros no cálculo ou inclusões de períodos de trabalho.

Ainda mais não deixe de explorar as opções oferecidas pelo INSS para aprimorar seu benefício. Além disso utilize o canal 135, o aplicativo ou o site Meu INSS. Para processos judiciais até 60 salários mínimos, não é obrigatório um advogado, mas é recomendável ter um ao seu lado.

Solicitar revisões do INSS

Tanto quanto qualquer beneficiário do INSS tem o direito de solicitar revisões, desde que haja discrepância no cálculo. Sobretudo seja específico na sua solicitação para evitar negativas.

Aqui estão as nove revisões mais pedidas no INSS ou na Justiça:

1. Correção de Erro de Cálculo: Corrige falhas no cálculo da aposentadoria, incluindo períodos de trabalho omitidos ou salários incorretos.
2. Conversão de Tempo Especial: Converte o tempo especial em comum, caso tenha trabalhado em condições especiais até novembro de 2019.
3. Revisão da Vida Toda: Inclui no cálculo valores em moedas estrangeiras antes de julho de 1994, conforme decisão do STF.
4. Ajuste do Teto 1991-2003: Ajusta benefícios limitados ao teto previdenciário entre 1991 e 2003.
5. Revisão do “Buraco Negro”: Busca correção judicial se aposentou entre 1988 e 1991 e foi prejudicado pelo reajuste acima da inflação.
6. Reconhecimento de Trabalho no Campo: Reconhecimento de períodos trabalhados em economia familiar no campo até 1991, sem precisar pagar contribuições.
7. Inclusão de Ações Trabalhistas: Reconhecimento de vínculos trabalhistas ou verbas salariais não pagas pelo empregador.
8. Revisão do Direito Adquirido Antes da Reforma: Para quem tinha condições mínimas antes da reforma de 2019, prove que o direito foi desconsiderado por erro do INSS.
9. Inclusão de Tempo de Serviço Público e da Carreira Militar: Considera o tempo de serviço militar ou de funcionário público no cálculo do benefício.

Portanto, certifique-se de consultar um especialista antes de recorrer à Justiça para avaliar a vantagem do seu caso. Contudo documentos como decisões trabalhistas, comprovantes de tempo no campo e provas de serviço militar são cruciais para revisões específicas.

Após obter o suporte técnico com um especialista, use o site ou aplicativo do INSS para solicitar a revisão, seguindo os passos abaixo:


Você também pode gostar:

1. Acesse o site ou app MEU INSS.
2. Entre com a sua conta Gov.br.
3. Informe seu CPF e clique em “Avançar”.
4. Digite sua senha e clique em “Entrar”.
5. Onde está escrito “Do que você precisa”, escreva: “Revisão”.
6. Siga os próximos passos, fornecendo os dados solicitados.

Calendário do INSS em janeiro

Agora assim confira agora o calendário oficial de pagamentos para o mês de janeiro. Para beneficiários com até 1 salário mínimo, as datas são as seguintes:

1- Final 1: 25 de janeiro;
2- Final 2: 26 de janeiro;
3- Final 3: 29 de janeiro;
4- Final 4: 30 de janeiro;
5- Final 5: 31 de janeiro;
6- Final 6: 01 de fevereiro;
7- Final 7: 02 de fevereiro;
8- Final 8: 05 de fevereiro;
9- Final 9: 06 de fevereiro;
10- Final 0: 07 de fevereiro.

No caso, para aqueles que recebem acima de 1 salário mínimo, as datas são as seguintes:

1- Finais 1 e 6: 01 de fevereiro;
2- Finais 2 e 7: 02 de fevereiro;
3- Finais 3 e 8: 05 de fevereiro;
4- Finais 4 e 9: 06 de fevereiro;
5- Finais 5 e 0: 07 de fevereiro.



Fonte: Notícias Concursos