Paulo Costa diz que conversa fiada entre Sean Strickland e Dricus du Plessis foi longe demais: ‘Eles precisam ser mais criativos’


Paulo Costa acha que Dricus du Plessis e Sean Strickland levaram as coisas longe demais.

No sábado, Strickland defendeu pela primeira vez o título dos médios contra o principal desafiante du Plessis na luta principal do UFC 297. É uma luta com muito sangue ruim que começou quando du Plessis invocou a infância e o pai de Strickland durante uma conversa fiada, e então aumentou no UFC 296, quando Strickland saltou sobre uma fileira de assentos para atacar du Plessis. E embora Costa não seja estranho à conversa fiada, ele acredita que du Plessis ultrapassou os limites ao falar sobre a família de Strickland.

“Acho que estão indo longe demais”, disse Costa a Ariel Helwani no A hora do MMA. “Falar de família não é necessário. Eles precisam ser mais criativos. Se isso for sentimentos verdadeiros, está tudo bem. Vá lá, seja real. Mas se não, acho que é demais. Eu sinto arrepios por esses caras quando eles dizem algo assim. Não me sinto confortável.”

Por sua vez, du Plessis concorda que há alguns limites na conversa fiada, dizendo no início desta semana que falar sobre familiares mortos é exagero, mas ele dobrou suas palavras contra Strickland, observando que o campeão dos médios do UFC não é um estranho. a ultrapassar limites e chamá-lo de hipócrita.

De qualquer forma, Strickland e du Plessis terão a chance de resolver suas diferenças quando se enfrentarem na luta principal do UFC 297, e Costa será um observador interessado. “Borrachinha” enfrentará o ex-campeão Robert Whittaker no UFC 298, em luta que ele acredita que servirá como desafiante número 1. E embora ele esteja confiante de que vencerá Whittaker para ganhar a chance pelo título, ele está muito menos confiante sobre quem será o adversário.

“É interessante”, disse Costa sobre o confronto. “Acho que eles não são tão interessantes por causa de suas habilidades. Talvez eles não sejam tão famosos por suas habilidades, mas são lutadores muito bons. São estilos estranhos e diferentes. Strickland não é um lutador de MMA muito ortodoxo, e Dricus também não. …

“Eles são meio estranhos, eu acho. Será bem interessante. Será mais uma luta de sentimentos ruins do que uma luta muito habilidosa. Eu não faço ideia [who wins]. Eu não tenho a mínima ideia. Tudo pode acontecer.”

O UFC 297 acontece neste sábado, na Scotiabank Arena, em Toronto.



Fonte: mma fighting