Pente-fino do Bolsa Família JÁ EXCLUIU milhares de brasileiros do Bolsa Família em JANEIRO


O governo realizará um pente fino na listagem do Bolsa Família. A ação objetiva a eliminação das fraudes no programa, garantindo repasses apenas às famílias realmente atendentes dos critérios oficiais. Com isso, deve-se atentar para todas as regras determinadas, sem exceção.

O bloqueio do Bolsa Família atingiu mais de 100 mil cidadãos. A medida também serve como alerta para os inscritos no CadÚnico que mantêm inconsistências. Ademais, é preciso ressaltar que o titular é quem se responsabiliza pelo cumprimento dessas exigências.

O papel central do CadÚnico no Bolsa Família

O CadÚnico se constitui como um acervo que abriga dados cruciais sobre as famílias de baixo poder aquisitivo. Neste registro, estão inseridas informações como configuração familiar, formação educacional, renda situação habitacional, entre outros dados. Isso categoriza e seleciona núcleos familiares aptos aos programas sociais.

A plataforma é vital para a gestão de inúmeros benefícios do governo. Então, se configura como um elemento fundamental para a admissão e manutenção no Bolsa Família.

O sistema representa um compêndio de dados que coleta informações sobre as famílias de renda limitada em todo o território nacional. Com isso, oferece um panorama minucioso da conjuntura socioeconômica dos brasileiros.

O ato de atualizar dados necessita ser realizado em um CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), que esteja nas proximidades do domicílio familiar. Durante essa visita, é fundamental apresentar um documento oficial com foto do encarregado da família e também os números de CPF dos integrantes familiares.

Se ocorrer alguma alteração relevante, como uma mudança de endereço, será indispensável fornecer um comprovante correspondente. Portanto, ficar atento ao cadastro e sua atualização é essencial para não cair no pente-fino.

Pente-fino do Bolsa Família JÁ EXCLUIU milhares de brasileiros do Bolsa Família em JANEIROPente-fino do Bolsa Família JÁ EXCLUIU milhares de brasileiros do Bolsa Família em JANEIRO
Saiba como conferir se você é um deles – Imagem: Shutterstock


Você também pode gostar:

Saiba mais sobre os cortes no benefício

Segundo informações do governo, haverá o cruzamento de informações do CadÚnico com outros órgãos, inclusive com a Receita Federal, que é responsável por fiscalizar as movimentações financeiras de todos os brasileiros.

Em situações onde ocorre uma ultrapassagem dos limites, seja de renda ou outros, estabelecidos pelo programa, indivíduos beneficiados serão comunicados. Ademais, o surgimento de inconsistências pode resultar na suspensão dos pagamentos do Bolsa Família.

Para mitigar tais problemas, a tarefa de revisar as informações no Cadastro Único, como citado acima, deve ser cumprida em intervalos regulares. Famílias que postergam essa ação por períodos prolongados também correm o risco de perderem o direito ao benefício.

Negativação do CPF e CPF irregular

É imperativo entender que a situação de inadimplência difere significativamente de ter um CPF irregular no sistema da Receita Federal. Aqueles que estão em situações de dívida ainda podem ter acesso ao suporte do programa.

A irregularidade no CPF pode surgir de falhas nos dados cadastrais ou quando a pessoa falha em atender certas obrigações. Por exemplo, não apresentar justificativas para a sua ausência em pleitos eleitorais.

Para validar a situação do CPF, qualquer cidadão tem a opção de realizar uma busca no sítio eletrônico oficial da Receita Federal. Lembrando que a ação é isenta de custos e disponível para todos aqueles que desejam confirmar a autenticidade de seus registros.

Dessa forma, o Bolsa Família se mantém como uma ferramenta crucial de sustentação para inúmeros núcleos familiares no território brasileiro. Contudo, é de extrema relevância que os contemplados estejam conscientes das regras estabelecidas e cumpram as diretrizes fixadas para garantir a continuação desse benefício vital.



Fonte: Notícias Concursos