Policiais jogam o suspeito diretamente contra um espectador inocente em uma dramática perseguição em alta velocidade


Cveja os intensos eventos que se desenrolam em uma perseguição de carro no sul da Califórnia, onde a polícia tomou medidas para prender um suspeito de roubo de carro. O suspeito, ao volante de um Prius prata roubado, se viu em uma perseguição em alta velocidade iniciada pela Polícia de Torrance.

À medida que a situação piorava, o suspeito diminuiu a velocidade num cruzamento, o que levou a uma ação decisiva por parte das autoridades.

Em uma tentativa ousada de deter o suspeito, uma viatura policial bateu por trás no Prius roubado, fazendo-o girar incontrolavelmente. Tragicamente, em meio ao caos, Maria Salazar, de 66 anos, atravessando inocentemente a rua com sinal verde, tornou-se uma vítima involuntária da colisão.

O impacto dramático, capturado ao vivo pelos helicópteros que documentaram a perseguição, mostrou a dura realidade das consequências imprevisíveis nas perseguições policiais.

Apesar da gravidade do acidente, Maria Salazar sobreviveu milagrosamente apenas com hematomas e um corte na testa. Em depoimento pós-incidente, ela contou a experiência angustiante: “Estava atravessando a rua e não me lembro de nada; apenas senti o impacto”. Embora abalada, Salazar demonstrou notável resiliência ao voltar para casa.

No entanto, reconhecendo a necessidade de cuidados médicos, mais tarde procurou cuidados no hospital, levantando questões sobre as implicações e riscos associados a intervenções policiais de alto risco em perseguições de automóveis.





Fonte: Jornal Marca