Saiba como GANHAR até 65% de Desconto na Conta de Luz


A conta de luz é uma das despesas mais relevantes no orçamento familiar. Especialmente para aqueles que possuem menor renda, o impacto é ainda mais significativo. Felizmente, existe uma solução que pode aliviar esse fardo financeiro: o Tarifa Social de Energia Elétrica.

Tarifa Social de Energia Elétrica: O Que É?

A Tarifa Social de Energia Elétrica é um programa criado em 2002 pela Lei nº 10.438. Seu objetivo é oferecer descontos na conta de luz para usuários classificados na Subclasse Residencial Baixa Renda.

Além disso, esses usuários também têm direito a uma isenção nos valores da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa).

Benefícios do Programa

Os usuários que se qualificam para o programa recebem descontos cumulativos com base no consumo mensal de energia. Esses descontos são divididos da seguinte forma:

  1. Consumo mensal de 0 a 30 kWh: desconto de 65%
  2. Consumo mensal de 31 kWh a 100 kWh: desconto de 40%
  3. Consumo mensal de 101 kWh a 220 kWh: desconto de 10%

Infelizmente, para consumo acima de 220 kWh, o programa não oferece descontos.

Quem Tem Direito?


Você também pode gostar:

Para ter acesso ao desconto na conta de luz, a família deve estar inscrita no Cadastro Único, com uma renda familiar mensal per capita igual ou inferior a meio salário mínimo.

Adicionalmente, idosos com mais de 65 anos e pessoas com deficiência que estejam em situação de vulnerabilidade e que não contribuíram com o INSS também têm direito aos descontos. Eles podem acessar essas vantagens por meio do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O programa também se estende a famílias com renda de até três salários mínimos que possuam entre seus membros alguém com alguma doença que exija o uso contínuo de aparelhos dependentes de energia elétrica.

A Importância dessas Iniciativas

Ações como essas têm um impacto incalculável na vida das pessoas. Elas contribuem enormemente para a dignidade e o bem-estar de indivíduos em situação de vulnerabilidade, proporcionando acesso a um serviço básico, mas essencial: a energia elétrica.

Com o desconto na conta de luz, essas famílias conseguem economizar e direcionar esses recursos para outras necessidades básicas, como alimentação e saúde.

Dicas para economizar energia elétrica

Maximizando a iluminação natural

Aproveitar a iluminação natural é uma maneira simples, mas eficaz, de economizar energia. Abra as cortinas durante o dia para permitir a entrada da luz natural nos cômodos. Essa prática não só beneficia a saúde, mas também o seu bolso, pois reduz a necessidade de acender as lâmpadas durante o dia.

Se a privacidade for uma preocupação, considere substituir cortinas pesadas por tecidos mais leves e em tons claros. Além disso, pintar as paredes de cores claras ajuda a refletir a luz natural do ambiente, assim como instalar espelhos perto das janelas.

Desligue as luzes e desconecte os eletrônicos quando não estiverem em uso

Apagar as luzes de cômodos vazios e desconectar os eletrônicos que não estão sendo usados é uma dica simples, porém frequentemente esquecida. Mesmo desligados, os aparelhos conectados à tomada consomem energia. Implementar esse hábito em sua rotina pode fazer uma grande diferença na sua conta de energia.

Opte por lâmpadas LED

Substituir lâmpadas fluorescentes, incandescentes e halógenas por lâmpadas LED pode representar uma economia significativa no consumo de energia. As lâmpadas LED custam um pouco mais, mas duram mais e consomem menos energia. Além disso, elas não aquecem o ambiente como as outras lâmpadas, o que reduz a necessidade de ligar o ventilador ou o ar condicionado.

Outra dica útil é manter as lâmpadas e lustres sempre limpos, pois a poeira pode diminuir a intensidade da luz e reduzir sua eficiência.

Evite banhos longos e com alta temperatura

Embora um banho quente possa ser muito relaxante, é importante lembrar que quanto maior a temperatura, maior será o consumo de energia. Por isso, tente reduzir a temperatura e o tempo de banho sempre que possível. Desligar a água enquanto estiver se ensaboando ou lavando o cabelo também pode ajudar a economizar energia.

Troque seus eletrodomésticos por modelos mais econômicos

Atualmente, existem modelos de geladeiras, freezers, máquinas de lavar, TVs, ventiladores e até chuveiros que consomem menos energia. Eles possuem a tecnologia inverter e o Selo Procel A de eficiência energética, que são ótimas maneiras de economizar energia em casa.

Os eletrodomésticos com tecnologia inverter e Selo Procel A são uma garantia de economia de energia. Confira algumas opções de produtos que, além de funcionais, são econômicos.



Fonte: Notícias Concursos