Barcelona colocará players importantes no mercado por causa do Fair Play Financeiro


BarcelonaOs problemas do Fair Play Financeiro são um verdadeiro obstáculo ao enfrentar o próximo mercado de transferências. A direcção desportiva, por um lado, não sabe quanto dinheiro ou quanto espaço terá na massa salarial para trazer reforços e, por outro lado, sem saber onde está neste capítulo é muito difícil fazer uma proposta ao novo treinador.

John Laporta, como já explicou MARCA, precisa de 100 milhões de euros para pagar as prestações da venda de 49 por cento dos Barca Studios antes do fecho do mercado de verão. Se não conseguir, terá muito pouco espaço na massa salarial e não poderá assinar pela regra 1/1.

Joan Laporta e Deco.

Joan Laporta e Deco.FCB

Para se ter uma ideia, esses 100 milhões equivalem a um ou mais jogadores cujo custo anual (amortização mais contratação) equivaleria a esse valor. Um aumento na massa salarial de aproximadamente 25% em relação ao que têm agora.

Uma das formas de mitigar este efeito é a venda de um jogador para obter esse rendimento. Nada está decidido ainda porque para tomar a decisão final é preciso saber como está a situação e qual a receita que o clube está obtendo com patrocínios, mas o clube já trabalha com a ideia de que é bem possível que alguns de seus os jogadores terão que ser vendidos.

Lamine Yamal, Ferm

Lamine Yamal, Fermón e Gavi.FRANCESC AVANÇADO

As crianças, intocáveis

É claro que existem alguns jogadores intocáveis, como é o caso de todos os jovens que são o futuro da equipa, como Lamine Yamal, Pedri, Gavi, Araújo, Fermin, Cubarsi, Ferran e Balde. E eles devem ser acompanhados por outros veteranos, como Ter Stegen, Gundogan e Lewandowski.

A partir deste momento, as ofertas estão sendo consideradas. O clube também quer a continuidade do Frenkie de Jongque pretendem renovar, mas o holandês ainda não decidiu o seu futuro.

O surgimento de Cubarsi

Os três jogadores com maior probabilidade de sair se uma venda for finalmente decidida são Kounde, Christensen e Raphinha. No que diz respeito ao defesa-central, muito depende de como Pau Cubarsi termina a temporada.

Seu desempenho nesses primeiros jogos com o time titular surpreendeu a todos. É claro que se continuar nesta linha será um jogador do futuro e isso levaria a um excedente de defesas centrais.

Christensen, Kound

Christensen, Kound e De Jong.FRANCESC AVANÇADO

Muitas plantas

Araújo é intocável. Inigo Martinez está tendo um desempenho muito bom nesta temporada e seu único problema são as lesões que sofreu. Esses dois mais Cubo já seriam três zagueiros centrais, então entre Preso e Christensendeve-se sair.

A venda do dinamarquês tem a vantagem de que todo o lucro seria lucro porque ele chegou a custo zero, enquanto com Preso há uma amortização pendente de 30 milhões. E não devemos esquecer Eric Garciaque está emprestado em Girona.

A saída de Raphinha

Na linha de frente, Raphinha poderia ser o único a sair. O brasileiro tem muitas contratações na Premier League, mas ainda é cedo para tomar uma decisão. Precisamos de saber que dinheiro está disponível e ver se, por exemplo, João Félix fica ou não.

O brasileiro, como no Preso caso, tem uma amortização pendente de 30 milhões.





Fonte: Jornal Marca