Jamahal Hill procurou Israel Adesanya para aconselhamento antes da luta de Alex Pereira no UFC 300


Jamahal Hill realmente não deixou pedra sobre pedra na preparação para Alex Pereira no UFC 300.

Enquanto se prepara para lutar pela primeira vez em mais de um ano, após uma lesão no tendão de Aquiles que encerrou prematuramente seu reinado pelo título dos meio-pesados, Hill fez todo o trabalho necessário para garantir que estava pronto para enfrentar um dos nocauteadores mais devastadores. para entrar no elenco do UFC. Em apenas sete lutas com a promoção, Pereira conquistou títulos em duas divisões diferentes, com lutas contra quatro ex-campeões, incluindo sua impressionante finalização sobre Israel Adesanya para conquistar o ouro dos médios em 2022.

Adesanya se vingou com um nocaute sobre Pereira seis meses depois, que é a única derrota no currículo do brasileiro no UFC. Portanto, faz sentido que Hill tenha procurado Adesanya para obter conselhos sobre sua próxima luta contra Pereira, que encerra sem dúvida o maior card do UFC de todos os tempos.

“[Israel Adesanya was] apenas me dando alguns conselhos e insights sobre o que ele viu e sua experiência de estar lá lutando contra Alex”, revelou Hill durante o show pós-luta do UFC Vegas 90. “Basicamente, essencialmente essas coisas e como abordar e coisas assim.”

Além do conselho que recebeu de Adesanya, Hill aparentemente manteve todo o resto em seu campo de treinamento como de costume. Atualmente em uma sequência de quatro vitórias consecutivas, incluindo uma vitória desigual sobre o mentor e técnico de Pereira, Glover Teixeira, no UFC 283, Hill manteve a filosofia “se não está quebrado, não conserte”.

“Ainda o mesmo de sempre”, disse Hill. “Você termina o acampamento, fica solto, diminui o peso. Ganhe peso e vá fazer o que quer.

“O treinamento tem sido ótimo. Estou sempre crescendo, estou sempre aprendendo coisas novas, sempre acrescentando coisas novas. Sempre experimentando coisas novas. Está indo muito bem. As artes marciais são apenas uma dessas jornadas, você tem que aproveitar o processo e é isso que estou fazendo.”

Quanto a ser a atração principal do card histórico do UFC 300, Hill promete que não está colocando nenhuma pressão extra sobre si mesmo.

Na verdade, ele está aproveitando o momento não apenas para recuperar o cinturão, mas também para aumentar ainda mais seu perfil ao se apresentar em um dos maiores eventos da história do UFC.

“Cem por cento é emocionante”, disse Hill. “A melhor maneira que posso descrever é como no basquete, é como sempre que você aparece no jogo All-Star. Fim de semana All-Star, todo mundo quer mostrar suas habilidades, quer fazer seu nome, quer sair assim. Isto é o que é esta oportunidade.

“Há muitos grandes nomes neste cartão. Muitos caras com reputações que trazem isso. Isso traz uma luta emocionante, então se você quer que seus nomes estejam entre eles e com isso, é sua chance de vir com isso e trazê-lo.”



Fonte: mma fighting