UFC e WWE “nocauteiam” seus concorrentes em termos de receita, diz Forbes


FA revista orbes divulgou sua lista dos promotores de esportes de combate mais valiosos para 2024, com UFC e WWE liderando o grupo. Ambas as organizações estão entre as quatro principais que ultrapassaram a marca de um bilhão de dólares.

Em abril de 2023, UFCenvolvido principalmente em artes marciais mistas, está avaliado em US$ 11,3 bilhões, enquanto WWEconhecido pelo wrestling profissional, vale US$ 6,8 bilhões.

Nate Diaz fuma um baseado atirado nele por um fã no meio de uma coletiva de imprensa

Esses dois se fundiram sob a égide de nocaute técnicouma empresa inicialmente avaliada em US$ 21 bilhões.

Outros promotores de esportes de combate de bilhões de dólares incluem AEW (All Elite Wrestling) com US$ 2 bilhões e UM Campeonato no valor de US$ 1,3 bilhão, sendo este último um promotor de MMA baseado em Cingapura.

Além disso, o PFL (Professional Fighters League) está avaliada em US$ 690 milhões, e a Combate Global, única propriedade esportiva focada em atletas hispânicos da lista, em US$ 120 milhões.

No setor de boxe, Boxe de sala de jogos lidera a avaliação em US$ 850 milhões, seguido por Boxe de primeira linha em US$ 630 milhões, Campeonato Premier de Boxe com US$ 600 milhões e Golden Boy Promotions com US$ 450 milhões.

Os boxeadores continuam entre os atletas mais bem pagos, com a estrela mexicana Canelo Álvarez ficou em 5º lugar na lista dos 50 atletas mais bem pagos do mundo.

Antonio Josué é o único outro atleta de combate da lista. Álvarez (PBC) e Joshua (Matchroom) têm sido fundamentais na geração de receitas para seus respectivos promotores.

Lista completa da Forbes dos promotores mais valiosos em 2024

1. UFC (MMA): US$ 11,3 bilhões

2. WWE (luta livre): US$ 6,8 bilhões

3. AEW (luta livre): US$ 2 bilhões

4. Um Campeonato (MMA): US$ 1,3 bilhão

5. Matchroom Boxing (Boxe): US$ 850 milhões

6. PFL (MMA): US$ 690 milhões

7. Boxe de primeira linha (boxe): US$ 630 milhões

8. Campeonato Premier de Boxe (Boxe): US$ 600 milhões

9. Promoções Golden Boy (Boxe): US$ 450 milhões

10. Combate Global (MMA): US$ 120 milhões





Fonte: Jornal Marca