Gisele Bundchen frustrada na Netflix sobre casamento com Tom Brady


Ssupermodelo Gisele Bündchen expressou seu descontentamento em relação às piadas direcionadas ao seu casamento anterior com Tom Brady durante um especial da Netflix dedicado a criticar o ex-quarterback da NFL. O evento, apelidado de “O maior assado de todos os tempos: Tom Brady,” apresentou Brady como tema principal do humor e aconteceu no Kia Forum em Inglewood, Califórnia, no dia 5 de maio.

O assado incluiu uma lista de rostos famosos, como o apresentador Kevin Harte Bradyex-companheiros de equipe como Julian Edelman e Rob Gronkowskibem como estrelas Nikki Glaser, Drew Bledsoe, Randy Moss e Kim Kardashian.

Gisele Bündchen parece totalmente arrasada na academia de Miami, mas isso não é novidadeRO

Durante o evento, Hart fez comentários sobre Bundchenatual parceiro, seu treinador de jiu-jitsu Joaquim Valente. Além disso, o comediante Nikki Glazer aproveitou a oportunidade para brincar sobre a coleção de anéis de Brady no Super Bowl em relação ao seu divórcio, observando com humor que Brady tem “sete toques, bem, oito agora que Gisele devolveu o dela.”

A reação de Gisele

Essas piadas, especialmente aquelas que zombam Bradyvida pessoal e seu rompimento com Bündchen após um casamento de 13 anos, receberam reações variadas do público.

Brady e Bundchen finalizaram o divórcio em 28 de outubro de 2022 e compartilham dois filhos: Benjamim e Viviane.

“[Gisele] está profundamente decepcionada com o retrato desrespeitoso de sua família no show de assados ​​​​de domingo à noite”, disse uma fonte à People.

“Como sempre, [Bundchen’s] A prioridade é apoiar os seus filhos que foram afectados pelo conteúdo irresponsável que foi transmitido.

“Na semana passada, Gisele tem se dedicado incansavelmente a ajudar os necessitados em seu estado natal, o Rio Grande do Sul, Brasil, que enfrenta as piores enchentes de sua história.

“Ela estava preocupada com a família afetada pelas enchentes devastadoras, então ouvir piadas sobre sua vida foi muito decepcionante.”





Fonte: Jornal Marca