Mulheres agricultoras de Penedo são orientadas sobre o Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais

O trabalho na zona rural de Penedo desenvolvido por mulheres agricultoras ganha um incentivo importante do governo federal, tema de reunião realizada nesta segunda-feira, 27, na Secretaria Municipal de Abastecimento e Desenvolvimento Agrícola (SEMADA).

Com orientação da Emater, as trabalhadoras foram informadas sobre o Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, uma iniciativa do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fomes (MDS) que combina duas ações: o acompanhamento social e produtivo e a transferência direta de recursos financeiros não-reembolsáveis às famílias para investimento em projeto produtivo..

O objetivo da articulação que envolve os municípios é apoiar a estruturação produtiva das famílias rurais mais pobres e o desenvolvimento de projetos rentáveis para que ampliem e diversifiquem a produção de alimentos e outras atividades geradoras de renda no campo, contribuindo para a melhoria da segurança alimentar e nutricional, a superação da situação de pobreza e do êxodo rural.

As famílias lideradas por mulheres agricultoras ou organizadas em associação/cooperativa poderão desenvolver atividades agrícolas (horticultura, fruticultura, apicultura, avicultura, caprinocultura, ovinocultura, piscicultura, carcinicultura, etc.) e em outros setores, a exemplo de artesanato, atuar em revenda, serviços de beleza e estética, produção de bolos, doces e salgados.

Em Penedo, iniciativas da administração municipal já são desenvolvidas, de forma eficaz, para manutenção das famílias no campo, incentivando a economia no meio rural, desde o preparo do solo sem custo para o agricultor que tem acesso a máquinas e implementos.

A assistência técnica em diversos setores, entre eles piscicultura e criação de suínos, é feita em parceria com a Emater. 

Em relação à produção de alimentos que tem sua própria Feira da Agricultura Familiar, sem a presença de atravessadores, a atuação do governo Ronaldo Lopes ampliou o fornecimento de itens produzidos na zona rural de Penedo para a merenda da rede municipal de educação e também para a unidade local do Ifal, avanços alcançados porque os agricultores também são orientados para que se habilitem aos processos de compra feitos por meio de chamada pública.