O final de Joselu afunda duas vezes o Bayern de Munique e leva o Real Madrid à final da Liga dos Campeões


J.oselu marcou dois gols no final para enviar Real Madrid para o Liga dos Campeões final com uma vitória por 2 a 1 sobre o Bayern de Munique na noite de quarta-feira, garantindo uma vitória agregada por 4 a 3.

A equipa alemã assumiu a liderança na segunda parte através de Afonso Daviesmas A dobradinha rápida de Joselu na morte significa que o Real Madrid enfrentará o Borussia Dortmund em Wembley na final.

A primeira parte decorreu com ambas as equipas a terem oportunidades promissoras, mas foi o Real Madrid quem parecia mais propenso a marcar o golo inaugural da noite.

A surpreendente vantagem do Bayern

Rodrygo chegou mais perto ao acertar a trave e ver o rebote ser defendido por Manuel Neuer, mas o fato de haver duas bolas em campo naquele momento teria gerado polêmica se o brasileiro marcasse.

José BretãoPA

Isso deu o tom para o segundo tempo em que Neuer tornou-se o único jogador que manteve o Bayern com chances. O Real Madrid pressionou muito e parecia pronto para assumir a merecida vantagem, com Vinicius Jr claramente vencendo Joshua Kimmich.

Completamente contra a corrente do jogo, foi a equipa alemã quem abriu o marcador a pouco mais de 10 minutos do fim. Davies, fortemente relacionado com uma transferência de verão para o Real Madrid, cortado dentro Antonio Rudiger com o pé direito mais fraco e disparou um chute poderoso no canto superior, surpreendendo o Bernabéu.

O Real Madrid revida

O Real Madrid quase imediatamente colocou a bola na rede, mas Nacho Fernández tinha cometido uma falta Kimmich na área, parecendo empurrar o rosto com as duas mãos, então o gol foi anulado.

Manu FernándezPA

Lado de Carlo Ancelotti continuou a aplicar pressão e finalmente disse aos 87 minutos como Neuer derramou um tiro manso e Joselu entrou para fazer o gol do empate.

O ex-atacante do Stoke City não terminou lá, pois logo aos nove minutos dos acréscimos, ele marcou Antonio Rudiger cruzamento e após longa verificação do VAR, o gol foi dado e o Real Madrid saiu na frente.

Matthijs de Ligt pensei que ele marcou o empate na hora da morte, mas o árbitro assistente sinalizou impedimento pouco antes de seu chute atingir o fundo da rede, com replays mostrando que foi uma decisão extremamente acertada.

Com Harry Kane já demitido, o Bayern pouco tinha a oferecer e viu o sonho de repetir a final da Liga dos Campeões de 2013 cair por terra.





Fonte: Jornal Marca