Os fracassos de Angel Reese deram à Carolina do Sul mais alegria do que ganhar o título da NCAA, mostra o documento da ESPN


Tele tem acesso total Documentário ESPN+ Full Court Press lançou luz sobre muitos dos grandes momentos do Temporada de basquete feminino da NCAA Por trás das cenas. Uma coisa que ficou muito clara é que a LSU Anjo Reese era o inimigo público número 1, já que equipes como o campeão nacional Carolina do Sul comemorou seus jogos ruins mais do que seu próprio sucesso.

Depois de Galos de guerra bater Kim Mulkeyelenco em seu primeiro confronto de 2024, vídeo do vestiário capturou as celebrações desagradáveis. Dawn Staley estava prestes a dar uma mensagem pós-jogo ao seu time, quando um assistente técnico interrompeu para informar a todos que “Angel não conseguiu seu duplo-duplo.”

A equipe entrou em erupção, alegrando-se com a morte de LSUa estrela do time causada pelo forte esforço da equipe. Se Reese vir o clipe, ela poderá ter algumas perguntas para Kamilla Cardosoque se juntou à equipe para comemorar o fracasso de Reese, mas agora é seu WNBA companheiro de equipe com o Céu de Chicago.

Full Court Press expõe a verdade sobre Reese da LSU

É irônico que o documentário, que controversamente escolheu não apresentar Reese ao lado Caitlin Clark e Cardoso, dos Gamecocks, ficou com o Barbie Bayou como personagem principal em várias ocasiões.

Em outras palavras, “Angel vive de graça”, como comenta o vídeo no TikTok apontou.

Mais do que tudo, provou por que Angel Reese recebe tanto ódio: no fundo, seus muitos adversários dentro e fora da quadra respeitam seu impacto e querem desacelerá-lo.





Fonte: Jornal Marca