PGJ Lean Araújo é eleito para presidir Grupo Nacional de Coordenadores de Centro de Apoio Criminal do CNPG e terá a missão de unificar entendimentos para atuação articulada e planejada dos MPs


O procurador-geral de Justiça de Alagoas, Lean Araújo, foi indicado para chefiar o Grupo Nacional de Coordenadores de Centro de Apoio Criminal (GNCCRIM) do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Justiça dos Ministérios Públicos dos Estados e da União (CNPG). A partir de agora, ele vai comandar as atividades que visam a promoção e a unificação de entendimentos para atuação articulada e planejada do Ministério Público na esfera criminal.

Com atuação em âmbito nacional, o GNCCRIM, além de ter a missão de promover essa unificação de entendimentos para atuação dos Ps brasileiros, também objetiva formular estratégias para melhor combater à criminalidade e estimular a produção de material de apoio, artigos científicos, notas técnicas e diretrizes de atuação. “Vamos manter permanente interlocução e desenvolver parcerias com a sociedade civil organizada, especialmente com as entidades não governamentais. Ainda daremos nossa contribuição buscando informações e dados, nas esferas nacional, estadual e municipal, sobre as políticas fixadas em matérias criminais. Será uma grande honra e experiência para o Ministério Público do Estado de Alagoas fazer esse trabalho. O aprofundamento do saber jurídico é fundamental para o enfrentamento ao crime”, afirmou o chefe do MPAL, Lean Araújo,

Quando elaborar e propuser propostas de anteprojetos de lei que tenham por objetivos aprimorar ou redefinir matérias e procedimentos criminais, o procurador-geral de Justiça de Alagoas, inicialmente, terá que enviar ao CNPG todo o material, de modo que os conselheiros possa tomar conhecimento do conteúdo.

O Grupo Nacional de Coordenadores de Centro de Apoio Criminal é um órgão do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais dos Ministérios Públicos dos Estados e da União (CNPG), foi criado por deliberação do CNPG, conforme reunião ordinária realizada em dezembro de 2018, e é composto pelos coordenadores de Centro de Apoio Operacional Criminal dos Ministérios Públicos dos Estados ou de órgãos equivalentes do Ministério Público dos Estados e da União.

O CNPG tem ainda outros nove grupos temáticos com diferentes áreas de atuação.



Fonte: Assessoria MPAL