Reggie Miller acerta as coisas com LeBron James e acaba com suspeitas


Reggie Miller tive uma semana depois de parecer bater Lebron James em uma transmissão da TNT, levando a críticas de analistas da Fox Sports, mas agora ele pareceu pedir desculpas sutilmente ao ícone do Los Angeles Lakers para deixar o incidente para trás.

Moleiro, que se tornou uma lenda na NBA com o Indiana Pacers, fez os comentários em resposta a A humilde aceitação de Anthony Edwards da culpa depois que o Minnesota Timberwolves conquistou uma vantagem de 2 a 0 contra o Denver Nuggets nas semifinais da Conferência Oeste.

A esposa de LeBron James olha seu telefone enquanto LeBron parece nervosoParker Johnson

Eduardo atraiu elogios do cinco vezes All-Star depois de admitir que os Timberwolves eram os culpados por Moleiro ficou especialmente impressionado com ele fazendo isso aos 22 anos, antes de sugerir que alguns jogadores de status mais elevado não fariam o mesmo.

Muitos, incluindo Fox Sports ‘ Nick Wright, encarei isso como um tiro James mas Moleiro agora se apressou em deixar claro que não era de quem ele estava falando.

“Eu sei que muitas pessoas querem pensar e assumir que é LeBron Estou atirando em”, Moleiro disse no The Dan Patrick Show. “Se fosse LeBron, eu teria dito LeBron James.”

Miller minimiza o retorno de LeBron ao Cleveland Cavaliers

James nasceu em Cleveland, tem família em Cleveland e passou 11 anos de sua carreira profissional em Cleveland, então faria sentido que ele quisesse voltar para casa eventualmente.

Mas quando ele foi visto no jogo dos play-offs dos Cavaliers contra o Boston Celtics, muitos geraram discussões de que ele poderia retornar ao local onde sua carreira na NBA começou.

Isso é ainda mais amplificado pela aparente incapacidade do Lakers de amarrá-lo a um contrato mais longo, mas Moleiro não parece que sua presença na Rocket Mortgage FieldHouse Arena seja uma prova disso.

“Ele é de Akron,” Moleiro adicionado. “Ele ganhou um campeonato para os Cavaliers. Um cara não pode sair e curtir um jogo de playoff?”





Fonte: Jornal Marca