Sean Strickland critica Paulo Costa por supostamente não ter assinado contrato com o UFC 302, Costa responde


Sean Strickland e Paulo Costa parecem ter opiniões divergentes sobre o lado comercial da luta agendada para o UFC 302.

O ex-campeão dos médios do UFC divulgou um vídeo nas redes sociais no início desta semana questionando por que Costa não assinou seu contrato para a disputa de cinco rounds no dia 1º de junho em Newark, NJ. Quanto ao contexto, é basicamente o que você esperaria de Strickland – inclusive questionando a mentalidade de Costa desde que ele perdeu para Israel Adesanya em sua única oportunidade de campeonato no UFC 253, em setembro de 2020.

“Precisamos arranjar alguém para você falar com meu homem”, disse Strickland. “Precisamos sentar com você e conversar sobre seus malditos sentimentos? Acho que terapia é para homens fracos, [but] deixe-me dizer uma coisa, cara, você está sendo um homem fraco. Se você não puder demitir-se e fazer essa merda acontecer, arranjaremos alguém com quem você conversar. Não me decepcione, não decepcione os fãs, deixe-me fazer você sangrar.”

Após a divulgação do vídeo de Strickland, várias pessoas com conhecimento da situação disseram ao MMA Fighting que a luta ainda estava marcada para o próximo evento pay-per-view do UFC.

Além disso, Costa respondeu ao adversário insinuando que ele assinou na linha pontilhada para a luta crucial dos médios.

Strickland retorna à ação pela primeira vez desde que perdeu o título dos médios para Dricus du Plessis no UFC 297 por decisão super acirrada, enquanto Costa competiu um mês depois e estava no lado errado do placar contra Robert Whittaker no UFC 298.



Fonte: mma fighting