Toni Kroos, do Real Madrid, um dos melhores de todos os tempos – Ancelotti


O técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti, saudou Toni Kroos como “um dos melhores meio-campistas da história do futebol” na sexta-feira, dizendo que “respeita” a decisão do jogador de “sair no topo” quando se aposentar neste verão.

Kroos, de 34 anos, anunciou esta semana que se aposentaria do futebol depois de jogar pela Alemanha no Campeonato Europeu.

– Transmissão na ESPN+: LaLiga, Bundesliga, mais (EUA)

O meio-campista conquistou 22 troféus pelo Real Madrid desde que ingressou em 2014, incluindo quatro títulos da Liga dos Campeões e quatro títulos da LaLiga, e terá a chance de aumentar essa contagem quando o Real Madrid enfrentar o Borussia Dortmund na final da Liga dos Campeões, em 1º de junho.

“Veteranos e lendas têm que escolher seu destino”, disse Ancelotti em entrevista coletiva antes do último jogo do Real Madrid na temporada, recebendo o Real Betis no Bernabéu, no sábado.

“O Toni tomou a sua decisão e temos de respeitá-la… Substituir um jogador deste nível é difícil, senão impossível, mas esta equipa tem os recursos. Os jovens devem assumir mais responsabilidades”.

Kroos está em sua melhor forma nesta campanha, mantendo-se firme na próxima geração do Real Madrid – incluindo Aurélien Tchouaméni, Eduardo Camavinga e Jude Bellingham – fazendo 32 partidas na LaLiga e 11 na Liga dos Campeões.

“Ele quer chegar ao topo e tem a chance de fazer isso, eu entendo”, disse Ancelotti. “Dizer adeus assim seria o ideal. Todo mundo quer chegar ao topo, mas aí é preciso coragem para tomar a decisão, e Toni tem isso”.

Kroos pode encerrar sua carreira ganhando três troféus importantes se o Real Madrid conseguir somar a Liga dos Campeões ao título da LaLiga, e então a Alemanha vencer a Euro em casa.

“Tecnicamente, é difícil encontrar um jogador com a qualidade de Kroos, mas não é isso que estamos pensando agora”, disse Ancelotti, quando questionado sobre o futuro da equipe sem o meio-campista. “Estamos pensando em nos despedir do Kroos e nos preparar para a final. O Toni está muito tranquilo, muito focado no que tem que fazer amanhã e no dia 1º de junho, e com a Alemanha.

“Ele é alemão, então tentar convencê-lo a mudar de ideia não foi tão fácil… Não houve lágrimas. Ele estava convencido da decisão que tomou.”

Ancelotti também confirmou que Tchouaméni perderá a final da Liga dos Campeões, pois não se recuperará a tempo da lesão no pé.

“Ele não voltará para a final, está descartado”, disse Ancelotti. “Acho que ele vai se recuperar para a Euro.”



Fonte: Espn