Copa América: Goleiro da Venezuela critica mídia após derrota do México


O goleiro venezuelano Rafael Romo disse que seu time foi “subestimado” após a vitória por 1 a 0 sobre o México na Copa América na quarta-feira, criticando o que ele chamou de “arrogância” e “ignorância” da mídia mexicana antes do confronto.

Romo, de 34 anos, defendeu um pênalti aos 87 minutos do substituto mexicano Orbelín Pineda – depois de Salomón Rondón ter dado a vantagem à Venezuela de pênalti – para somar duas vitórias em duas na liderança do Grupo B.

A Venezuela agora tem vaga garantida nas quartas de final da Copa América antes do último jogo do grupo contra a Jamaica, em Austin, Texas, no domingo, enquanto o México precisará vencer o Equador em Glendale, Arizona, para avançar.

“O México é um grande time, que joga bem”, disse Romo à TUDN. “Temos a humildade de reconhecer nossos oponentes. Não temos essa arrogância, essa ignorância que muitos jornalistas mexicanos têm, que nos subestimaram.

“Viemos aqui para fazer o nosso trabalho e conquistamos três pontos que são muito valiosos para nós.”

A Venezuela não conseguiu vencer o México em 13 partidas antes do jogo de quarta-feira no Estádio SoFi em Inglewood, Califórnia.

Antes do jogo, a primeira página do jornal esportivo mexicano Record trazia a manchete “Venezuela, eu sou seu pai” – com uma imagem de Darth Vader – destacando o “domínio absoluto” do México em jogos anteriores.

A Venezuela foi eliminada na fase de grupos da Copa América de 2021, terminando em último lugar no grupo, enquanto em 2019 foi derrotada pela Argentina nas quartas de final.

Eles têm estado em excelente forma nos últimos meses e perderam apenas uma vez nos últimos oito jogos oficiais.

“Estou feliz que fomos capazes de dar alguma alegria ao povo da Venezuela. Jogamos por isso”, disse o técnico da Venezuela, Fernando Batista. “Mas precisamos permanecer calmos e manter os pés no chão.”



Fonte: Espn