Israel Adesanya aconselha Michael Chandler a marcar uma nova luta porque Conor McGregor ‘sempre estará lá’


O ex-campeão peso médio do UFC Israel Adesanya não está aconselhando Michael Chandler a deixar Conor McGregor completamente, mas apenas fazer um pequeno desvio.

Chandler não enfrentará mais McGregor na luta principal do UFC 303, no dia 29 de junho, após este ter sofrido uma lesão não revelada. Embora haja esperança de que a luta seja remarcada para ainda este ano, nenhuma garantia foi dada. Então Adesanya – que desafia Dricus du Plessis pelo título dos médios na luta principal do UFC 305, no dia 17 de agosto – sugere que Chandler volte ao octógono para enfrentar um oponente diferente, porque o ex-campeão do Bellator pode pegar seu bolo e comê-lo, também.

“Acho que essa luta vai acontecer de qualquer maneira”, disse Adesanya em seu canal no YouTube. “Chandler deveria apenas lutar [for the time being], e isso é ainda melhor para ele – ganhe ou perca – porque ele ainda conseguirá mais repetições. Lute, independentemente. Aquela luta do Conor sempre estará presente porque os dois se enfrentaram [as coaches] sobre [The Ultimate Fighter]. Carne, todas aquelas outras coisas espalhadas por cima.

“Então sim, isso já está aí. Então, basta outra luta, eu acho. Sim.”

O CEO do UFC, Dana White, disse que se Chandler quiser competir antes que McGregor esteja pronto para retornar da lesão, ele fará isso acontecer. “Iron” parece firme em querer esperar por McGregor, já que ele está comprometido com a maconha desde que treinaram TUF 32 um contra o outro em 2023. Chandler não compete desde que sofreu uma derrota por finalização para Dustin Poirier no UFC 281 em novembro de 2022.

Foi uma dispensa ainda mais longa para McGregor, já que ele deveria retornar pela primeira vez em pouco menos de três anos, depois de sofrer uma grave lesão na perna na derrota por nocaute técnico no UFC 264 para Poirier em julho de 2021.



Fonte: mma fighting