Kyle Filipowski, do Duke, vai para o número 32 do Jazz no segundo dia do draft da NBA


NOVA YORK — Demorou um dia a mais, mas o pivô Kyle Filipowski, do Duke, finalmente ouviu seu nome ser chamado como parte do draft da NBA de 2024.

Filipowski, um jogador de 7 pés que jogou duas temporadas com os Blue Devils, foi escolhido com a 32ª escolha geral pelo Utah Jazz, quando a NBA estreou um novo formato que teve o draft dividido em dois dias, com a primeira rodada sendo realizada na quarta-feira. noite e o segundo turno quinta-feira.

Filipowski foi um dos dois jogadores — junto com o atacante do Kansas Johnny Furphy — que foi convidado para a sala verde da NBA na primeira rodada, mas não foi selecionado.

Mas Filipowski, que teve média de 16,4 pontos e 8,3 rebotes no segundo ano, viu sua espera terminar rapidamente na quinta-feira, ao seguir o pivô Jonathan Mogbo da Universidade de São Francisco, que foi derrotado em 31º lugar geral pelo Toronto Raptors no início do segundo turno.

Furphy esperou mais algumas escolhas, mas o australiano acabou saindo do tabuleiro quando o Indiana Pacers subiu uma posição com o San Antonio Spurs para ficar com a 35ª escolha, que eles usaram no versátil ala que acertou 36% dos arremessos na temporada passada no Kansas.

Os Spurs então escolheram Juan Nunez, um armador espanhol, com a 36ª escolha — o primeiro dos 10 jogadores que viajaram para os estúdios da ESPN em Seaport para a segunda rodada na quinta-feira para ouvir seu nome ser selecionado.

Outro jogador que participou do draft de quarta-feira, mas não foi selecionado – o grande homem do G League Ignite, Tyler Smith – foi para o 33º lugar para o Milwaukee Bucks.

Enquanto isso, Bronny James foi 55º no geral para o Los Angeles Lakers, onde se juntará ao pai, LeBron.

O fato de a segunda rodada ter ocorrido em seu próprio dia foi uma configuração muito diferente para a NBA e suas equipes. Anteriormente, a segunda rodada seguia imediatamente a primeira na noite do draft e geralmente transcorria frenética, com as equipes mal conseguindo acompanhar o que estava acontecendo enquanto trabalhavam até altas horas da madrugada para alinhar jogadores não draftados e duplas. assinaturas de contratos.

Além de ser um dia próprio, a segunda rodada contou com quatro minutos entre cada escolha – ao contrário dos dois minutos que costumavam ser a norma.

As cerca de 18 horas entre o final da primeira rodada e o início da segunda proporcionaram às equipes oportunidades de discutir possíveis trocas para refazer seus elencos.

De fato, alguns negócios ocorreram nas horas que antecederam o evento de quinta-feira. Os Raptors trocaram o atacante Jalen McDaniels com o Sacramento Kings pelo atacante Sasha Vezenkov, pelo guard Davion Mitchell e pela 45ª escolha; os Golden State Warriors trocaram a 52ª escolha com o Oklahoma City Thunder pela guarda Lindy Waters III; e o Houston Rockets contratou o guarda AJ Griffin do Atlanta Hawks para a 44ª seleção geral.



Fonte: Espn