Mike Perry planejava voltar ao MMA para enfrentar Dillon Danis, pode revisitar após luta com Jake Paul


Mike Perry não compete no MMA desde sua última luta no UFC em 2021, mas estava tirando a poeira das luvas velhas para um possível confronto contra Dillon Danis.

Antes de lutar boxe contra Jake Paul, no dia 20 de julho, o “Rei da Violência” do BKFC negociava para enfrentar Danis em uma luta que teria acontecido sob as regras do MMA. Isso é de acordo com Perry, que explicou que preferia lutar contra Danis no MMA depois de ver o ex-lutador do Bellator acertar apenas 16 socos em uma farsa de luta de boxe contra o irmão de Jake Paul, Logan.

“É interessante”, disse Perry ao falar ao MMA Fighting. “Eu ainda estava olhando aquela luta do Dillon Danis. Não seria uma luta de boxe porque todos vimos como ele se saiu no boxe. Não quero desculpas. Eu deveria lutar com ele depois de derrotar Jake Paul, mas depois de derrotar Jake Paul, vamos ser honestos, eu poderia relaxar um pouco e deixar as coisas se desenrolarem ao meu redor.

Danis, um praticante de jiu-jitsu brasileiro de alto nível antes de testar as águas no MMA, manteve um recorde de 2 a 0 sob a bandeira do Bellator antes de ser dispensado de seu contrato em 2023. Ele continuamente provocou seu retorno ao esporte, mas finalmente começou perseguindo lutas no mundo do boxe influenciador, primeiro buscando uma luta contra KSI antes de eventualmente entrar em confronto com Logan Paul.

Apesar de sua atuação nas redes sociais, Danis não luta MMA desde 2019, mas travou uma guerra de palavras com Perry que gerou conversas reais sobre uma possível luta. Embora uma luta de MMA contra Danis exigisse que Perry voltasse ao seu antigo reduto, ele estava mais do que pronto para fazer isso porque sabe que a maioria dos lutadores não consideraria enfrentá-lo em uma briga com os nós dos dedos no BKFC.

“Eu ia dar uma joelhada no rosto dele e uma cotovelada nele”, disse Perry sobre Danis. “Se ele desistisse, eu teria tentado o estrangulamento. Por que não? Não tenho finalização antes, gosto de socar as pessoas. Sou muito habilidoso no MMA. Pode ser apenas algo que levo para o túmulo, essas habilidades.

“Recentemente fiz uma rodada de MMA com o Lyoto Machida e mais alguns lutadores de alto nível do UFC, faixas-pretas de jiu-jitsu e ainda consegui. Sou muito habilidoso na luta, não importa qual seja a arte, mas o boxe é definitivamente algo que prefiro praticar.”

Conseguir a luta contra Jake Paul potencialmente muda tudo para Perry no futuro, especialmente se ele seguir em frente com sua previsão de um nocaute violento no sétimo round.

Não importa o resultado, Perry continua comprometido com o BKFC, onde assinou um novo contrato de longo prazo em agosto de 2023. Mesmo assim, ele não fugirá do MMA ou do boxe se essas oportunidades lhe forem apresentadas.

“Eu definitivamente devo ao BKFC”, disse Perry. “Eu definitivamente tenho que voltar lá por eles. Eles têm alguns planos de me trazer de volta até o final do ano. Eles já devem ter uma ideia de quem vai ser e eu vou lá e jogo contra o Jake Paul, as possibilidades são infinitas. Eu poderia lutar contra o Dillon Danis no MMA e fazer uma luta no BKFC, tudo antes do final do ano ou apenas relaxar e esperar para ver o que acontece, acabar lutando contra o Anthony Joshua ou algo assim depois de vencer o Jake Paul no boxe.

“Temos Nate Diaz-[Jorge] Masvidal, que vence aquela luta de boxe [in July], é tudo respeito de minha parte. Tenho honra pelos caras que estão neste jogo há muito tempo. É por isso que Jake recebe a má reputação que tem, porque acabou de chegar aqui e sabe disso, ele entende isso. Ele está tentando escolher lutas melhores que possam lhe trazer algum reconhecimento. É aí que eu entro. Esta é minha chance e minha oportunidade de parar esse garoto e mostrar a ele o que é um verdadeiro lutador.”



Fonte: mma fighting