O ex-número 1, JaMarcus Russell, demitido do cargo de técnico, enfrenta processo



O ex-escolhido número 1 do draft da NFL, JaMarcus Russell, foi demitido do cargo de assistente técnico voluntário em sua alma mater, a Williamson High School, em Mobile, Alabama, e está enfrentando um processo que o acusa de aceitar um cheque de US$ 74.000 que seria uma doação para a escola.

“JaMarcus Russell foi dispensado de suas funções de treinador voluntário na Williamson High School durante o outono do ano passado”, disseram autoridades da Mobile County Public School à WKRG Sports.

O proprietário de uma empresa local, Chris Knowles, assinou o cheque de US$ 74 mil, dizendo que Russell o abordou sobre uma doação para ajudar o time de futebol americano Williamson a comprar equipamentos para sala de musculação. A escola supostamente nunca recebeu o cheque e Russell o depositou em uma cooperativa de crédito e retirou imediatamente US$ 55.000.

Além de ser demitido como treinador, Russell também não tem permissão para estar no campus da escola, de acordo com uma declaração de autoridades da Mobile County Public School. Russell compareceu a um evento do time de futebol americano esta semana, mas foi informado de que não era bem-vindo.

“No início desta semana, foi reiterado ao Sr. Russell que ele não tem permissão para estar perto do programa de futebol ou no campus da escola”, disse o distrito escolar em uma declaração à WKRG.

Russell, 38, foi um quarterback estrela em Williamson antes de ir para a faculdade na LSU, onde lançou para 6.625 jardas e 52 touchdowns em três anos antes de se tornar profissional.

Russell foi a primeira escolha no draft da NFL de 2007 e começou 25 jogos para os Raiders ao longo de três temporadas. Ele encerrou sua carreira na NFL com uma taxa de conclusão de 52,1%, 18 touchdowns e 23 interceptações e é considerado talvez o maior fracasso do draft da NFL.

Ele ganhou mais de US$ 36,4 milhões em salários e bônus durante sua carreira na NFL.



Fonte: Espn