Rhyne Howard, do Dream, deixa o jogo contra Lynx com lesão no tornozelo


O armador do Atlanta Dream, Rhyne Howard, escolhido número 1 do draft da WNBA e estreante do ano em 2022, deixou o jogo de quarta-feira em Minnesota com o que parecia ser uma torção no tornozelo.

Howard se machucou quando pisou no pé da guarda de Minnesota, Courtney Williams, enquanto dirigia para a cesta no terceiro quarto da derrota do Dream por 68-55 para o Lynx. Howard não voltou ao jogo. A técnica do Atlanta, Tanisha Wright, disse após o jogo que não houve atualizações sobre Howard e que ela seria avaliada mais detalhadamente na quinta-feira.

Howard, duas vezes All-Star, é o segundo membro da equipe olímpica 3×3 dos EUA em 2024 a se machucar nos últimos dois dias durante um jogo da WNBA. O atacante de Los Angeles Cameron Brink sofreu uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo na terça-feira, vai perder o resto da temporada da WNBA e deve ser substituído no time 3×3.

Howard, Hailey Van Lith, do TCU, e Cierra Burdick, ex-jogadora do Tennessee, são os jogadores restantes do time 3×3 dos americanos. As mulheres dos Estados Unidos ganharam o ouro em 2021 no torneio olímpico 3×3 inaugural com as jogadoras da WNBA Allisha Gray, Jackie Young, Kelsey Plum e Stefanie Dolson. Young e Plum, do Las Vegas Aces, estão no time 5 contra 5 das Olimpíadas de Paris.

Uma estrela universitária do Kentucky, Howard tem média de 15,4 pontos, 4,5 rebotes, 3,4 assistências e 2,2 roubadas de bola para o Dream (6-7). Ela foi limitada a 6 pontos em 1 de 9 arremessos e 5 rebotes na quarta-feira.



Fonte: Espn