Ryan Garcia dobra a aposta na aposentadoria, aberto a lutar contra Sean O’Malley no MMA ou com os dedos nus


Ryan Garcia diz que leva a sério a aposentadoria e os testes no MMA.

Na última quinta-feira, Garcia aceitou a suspensão de 1 ano da Comissão Atlética do Estado de Nova York após um teste antidoping reprovado em sua luta de 20 de abril contra Devin Haney. Como parte do acordo, a vitória de Garcia foi anulada para No-Contest e ele perdeu seu prêmio de luta de US$ 1,1 milhão. Em resposta, Garcia fez um discurso emocionado nas redes sociais, dizendo que nunca tomou drogas para melhorar o desempenho, estava se aposentando do boxe e, mesmo com algum tempo para se acalmar, o astro de 25 anos continua firme.

“Estou me aposentando por um ano”, disse Garcia ao TMZ Sports. “Então eles não entendem [satisfaction] por me suspender porque é besteira. Nunca tomei esteróides na minha vida. Todos eles podem chupar salsichas.

Garcia também brincou originalmente com a possibilidade de lutar no UFC, mas “satisfeito” ou não, ele ainda está suspenso por um ano, o que significa que mesmo que fosse para o MMA, “King Ryan” ainda seria forçado a aderir ao NYSAC decisão. No entanto, Garcia diz que está falando sério sobre a possibilidade de ir além do boxe.

“Eu gosto de ‘Suga’ Sean [O’Malley] porque ele me defendeu”, disse Garcia. “Mas se ele quiser mesmo correr no UFC, eu vou correr. Ou com os nós dos dedos nus. Merda, estou pronto para lutar contra qualquer um neste momento.”

No ano passado, tanto Garcia quanto O’Malley sugeriram um possível confronto, com Garcia até afirmando que ficaria feliz em fazê-lo sob as regras do MMA.



Fonte: mma fighting