Wembanyama ‘mal pode esperar’ por possível batalha com a equipe dos EUA em Paris


PARIS — Victor Wembanyama joga contra os principais nomes do jogo com o San Antonio Spurs na NBA. Ele disse que mal pode esperar para fazer o mesmo pela França nas Olimpíadas de Paris.

O Novato do Ano da NBA foi questionado na quinta-feira sobre a possibilidade de uma final entre França e EUA e a possibilidade de lutar contra LeBron James e Stephen Curry pela medalha de ouro em sua cidade natal.

“Mal posso esperar para enfrentá-los – será um confronto muito interessante”, disse Wembanyama em entrevista coletiva em Paris. “Como jogador de basquete, também é um sonho jogar contra o time dos EUA e até mesmo contra todos esses jogadores, todas essas lendas”.

Os EUA venceram a França por 87-82 na final dos Jogos de Tóquio, três anos atrás.

Desta vez, porém, a França tem Wembanyama, que aos 20 anos está fazendo sua estreia olímpica. Ele é a maior estrela da seleção francesa e o centro das atenções, dentro e fora das quadras.

“Acredito que seja a maior competição para um atleta. Mas vou encará-la como tudo na minha vida: um prazer esportivo”, disse Wembanyama.

Para o técnico da França, Vincent Collet, é um prazer esportivo ter Wembanyama e seu colega estrela da NBA Rudy Gobert, quatro vezes Jogador Defensivo do Ano, interrompendo o ataque adversário.

“Se quisermos alcançar nosso sonho, teremos que mostrar uma defesa excepcional”, disse Collet, que será auxiliado pelo recém-nomeado técnico do Cleveland Cavaliers, Kenny Atkinson.

A França, que nunca ganhou uma medalha de ouro olímpica no basquete, estava pronta para realizar seu primeiro treino completo na sexta-feira em Paris. Ela tem seis jogos de aquecimento em julho.

Os jogadores perderão a cerimônia de abertura das Olimpíadas em 26 de julho porque a França deve jogar sua primeira partida no dia seguinte em Lille, 219 quilômetros ao norte de Paris, onde acontecerá a fase de grupos do torneio de 12 equipes.

“Victor chegaria a Lille às 3 ou 4 da manhã se participasse da cerimônia. Isso poria um fim à sua preparação para os Jogos”, disse Fabrice Canet, porta-voz da seleção francesa.

A França ainda não conhece o seu primeiro adversário – será o vencedor do último torneio de qualificação na próxima semana. O país anfitrião então enfrenta o Japão e a atual campeã mundial Alemanha no Grupo B.

Jogando diante de seus torcedores, a França é considerada uma das seleções mais fortes, ao lado dos EUA, Canadá, Sérvia e Alemanha.



Fonte: Espn