Dez lutadores russos rejeitam convites para as Olimpíadas de Paris



Dez lutadores russos convidados a competir nas Olimpíadas de Paris como atletas neutros não participarão depois que alguns dos principais lutadores foram deixados de fora da lista de convidados, informou a Federação Russa de Luta Livre no sábado.

O duas vezes medalhista de ouro Abdulrashid Sadulaev e o campeão mundial de 2023 Zaurbek Sidakov estavam entre os principais lutadores russos não nomeados na lista de atletas neutros convidados do Comitê Olímpico Internacional em junho, disse a RWF em um comunicado.

A RWF disse que seu comitê executivo, a comissão técnica das seleções nacionais e os atletas convidados decidiram por unanimidade se recusar a participar das Olimpíadas após uma reunião.

“Não aceitamos o princípio de seleção antidesportivo que orientou o Comitê Olímpico Internacional ao formar a lista de atletas elegíveis, cujo objetivo é minar o princípio de união da nossa equipe”, disse a RWF.

Os lutadores teriam sido o maior grupo de russos em qualquer esporte. O COI não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre a decisão de sábado pela federação russa de luta livre ou por que achava que os lutadores poderiam rejeitar convites que haviam aceitado anteriormente.

A desistência dos lutadores ocorreu depois que o ciclista russo Aleksandr Vlasov também desistiu das Olimpíadas no mês passado.

Atletas russos e bielorrussos podem participar apenas como atletas neutros — sem bandeiras, hinos ou qualquer papel no desfile de abertura — por causa da guerra na Ucrânia.

As Olimpíadas de Paris acontecem de 26 de julho a 11 de agosto, com a competição de luta livre começando em 5 de agosto.

A Reuters e a Associated Press contribuíram para esta reportagem.



Fonte: Espn