SINDSPEM realiza assembleia com trabalhadores da Educação

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Penedo (SINDSPEM) realiza assembleia geral extraordinária com os trabalhadores da Educação nesta quarta-feira, 05 de julho. O ato acontece no auditório Joaquim Reis de Santana, na sede do SINDSPEM, com primeira chamada às 9 horas e a segunda às 9h30.

O ponto principal da pauta é a definição do posicionamento dos servidores da Educação sobre a proposta de reajuste anunciada pelo governo apenas para professores, lançada de forma unilateral e sem qualquer diálogo prévio com trabalhadores e sindicato.

As demais categorias de trabalhadores da Educação e do funcionalismo municipal amargam 5 anos sem reajuste real de salário, situação agravada pela inflação que diminuiu o poder de compra do servidor efetivo da Prefeitura de Penedo em menos 41,6%, percentual calculado pelo IPCA de maio de 2011 até maio de 2016.

Penalizada em 2017 com o fim do horário corrido, o que implica em mais custos com transporte e a impossibilidade de complementar a renda familiar ou investir em sua qualificação pessoal no período da tarde, a maioria dos servidores municipais sobrevive com apenas um salário mínimo (R$ 937,00) quando deveria receber atualmente R$ 1.321,17.

A assembleia geral desta quarta-feira, 05, debaterá o achatamento salarial e também vai analisar, discutir e votar a proposta de reajuste apresentada pelo governo. Informes gerias e encaminhamentos também constam na pauta do encontro promovido pelo SINDSPEM.

“O que for decidido na assembleia será levado ao prefeito na reunião prevista para ocorrer na tarde da quarta-feira, horas depois da nossa reunião com os servidores da Educação. A decisão dos trabalhadores será apresentada de modo oficial,como tem sido o comportamento do SINDSPEM”, afirmou Ana Flávia Teixeira, Presidente do SINDSPEM.

A Presidente do SINDSPEM destaca ainda a audiência prevista para acontecer no Fórum de Penedo na manhã desta terça-feira, 04, sobre pagamento do adicional de periculosidade para vigilantes da Prefeitura de Penedo. Apesar de parecer favorável deferido pela Procuradoria Geral do Município, o governo municipal permanece insensível ao direito assegurado por lei.

Assessoria do Sindspem

Sem avaliações

Avalie essa notícia