O juiz Anderson Santos dos Passos, da 3ª Vara Criminal de União dos Palmares, determinou que Abenilda Batista da Silva seja levada a júri popular pela tentativa de homicídio ocorrida em 2015, na cidade de Santana do Mundaú, contra Maria de Fátima Xavier dos Santos.
Segundo os autos do processo, a vítima estava grávida e foi atacada com um pedaço de pau, recebendo golpes na cabeça e na barriga. Segundo a denúncia do Ministério Público (MP/AL), Abenilda só parou a agressão por causa da intervenção de terceiros.
O crime teria sido motivado por ciúmes porque o marido dela seria o suposto pai do filho da vítima, informa o Tribunal de Justiça de Alagoas em seu portal eletrônico.

Em depoimento, a acusada disse que sabia da gravidez de Maria de Fátima quando desferiu os golpes. Para o juiz Anderson Passos, há indícios de que a ré é a autora dos supostos crimes praticados contra a vítima e seu nascituro, ficando o Tribunal do Júri responsável pelo julgamento.

Ainda de acordo com o TJ Alagoas, a decisão de pronúncia foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta sexta-feira (10). A data do júri popular ainda será definida pela 3ª Vara de União dos Palmares.

Matéria referente ao processo nº 0700994-60.2015.8.02.0056