Como será viver em um país livre do socialismo?

Com o discurso vazio e sem nexo do atual presidente brasileiro em sua posse, algo me chamou a atenção. O dublê de político prometeu livrar-nos do socialismo.

Então pensei com meus botões: como seria viver, a partir do último 1º de janeiro sem sermos obrigados a vestirmos vermelho? Deve ser bem mais agradável vestirmos as cores que bem entendermos.

Como seria ir à supermercados, cinemas, shoppings centers sem termos que nos moldarmos às ordens de anarquistas à base de chicote para obedecermos às nossas vezes? Deve ser muito bom termos o livre arbítrio para irmos e virmos a hora que bem quisermos e entendermos.

E como será ao chegarmos em qualquer loja e termos um leque de opções para escolhermos, em vez de apenas utilizarmos poucos produtos passados no crivo do governo? Dever ser massa poder escolher a marca de tênis que quisermos comprar.

E aqueles humoristas, artistas circenses, de televisão, todos presos nas masmorras das prisões do governo por não se adequarem à realidade imposta pelas autoridades? Enfim teremos como ligar à TV – que não mais será estatal – , a internet – que será liberada – o rádio – que não mais passará por um processo de emudecimento – e nos divertiremos com tudo aquilo que nos foi ceifado pelos governos vermelhos.

Ah, e os livros? Agora diante do governo livre e democrático do clã bolsonaro – aquele que só fala mer..! – poderemos escolher qualquer título de qualquer autor e nos deleitarmos diante das páginas que estiveram adormecidas nos porões socialistas.

Se o atual governo der certo, até empréstimos bancários poderemos nos arriscar a solicitar com juros bem baixos e pagamentos a perder de vista.

Poderemos também ter acesso às universidades, institutos federais, ou quem sabe a programas que nos tragam benefícios como o Luz para todos, água para todos, etc.

Com certeza, o judiciário não mais ditará as regras e não mais veremos arbitrariamente elevar seus salários a níveis estratosféricos, acompanhados de diversos “auxílios”; agora sim quem manda é o povo. Penduricalhos nunca mais!

A corrupção não mais estará encravada nos diversos setores, desde o 1º de janeiro de 2019, essa estará banida de nosso quadros e viveremos felizes para sempre. Mesmo com um tal de Queiroz rondando nossos governantes.

Pois sim, na cabeça vazia de nosso presidente, superamos um período nebuloso e viveremos um mar de rosas, mesmo estando dirigindo um governo com vários envolvidos em falcatruas, inclusive a corrupção batendo em seu gabinete e de seus filhos, mas o que importa é que superamos o socialismo. Que o digam os bolsominions arrependidos.

Fábio Andrey

Fábio Andrey

Formado em Educação Física, colaborador do Boa Informação na coluna Esportes Penedo e com seu blog pessoal.

Ver todos os posts