VÍDEO: Após assassinato de policial, indivíduos saem em liberdade provisória

Três dos suspeitos de matarem o vigilante e Policial Militar da reserva, Sgt Luis Carlos da Silva Castro, 56, que foi morto a tiros na noite desta quarta-feira (19), saíram em liberdade provisória.

Três dos quatro presos suspeitos de matar o sargento reformado da Polícia Militar (PM), Luis Carlos da Silva Costa, foram liberados, após serem submetidos à audiência de custódia, realizada na tarde desta sexta-feira (21), no Fórum Henoch Reis, na zona sul de , segundo informou a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM).

Confira imagens do homicídio:

Conforme o TJAM, Marcley Soares de Souza, 20, e Charles Sanches Moraes, 27, Joelson Ferreira Soares, 23, receberam liberdade provisória. Josué Ferreira Soares, 19, teve a prisão temporária convertida em preventiva.

A imagem destes meliantes ao saírem da prisão causou revolta não só nos moradores de Manaus, como também no Brasil. O presidente Jair Messias postou em suas redes sociais a sua indiginação quanto ao caso.